Alonso nega rumores de que irá sair da McLaren

Alonso durante GP da Austrália 23/03/2017 REUTERS/Brandon Malone

XANGAI (Reuters) - Fernando Alonso ainda não está pronto para trocar sua inconstante McLaren por um carrinho de supermercado, apesar de um início de temporada conturbado da equipe de Fórmula 1 que levou muitos a se perguntarem se o espanhol fica até o final do ano.

O bicampeão mundial e a McLaren tiveram uma corrida inaugural frustrante na Austrália, na esteira de testes de pré-temporada prejudicados pela falta de potência e de confiabilidade dos motores Honda.

Alonso, mesmo tendo feito o que considerou uma das melhores pilotagens de sua carreira, só conseguiu lutar pelas últimas posições e acabou tendo que desistir da prova.

Seu colega de equipe, Stoffel Vandoorne, não foi além da 13a e última colocação depois de ficar duas voltas atrás de Sebastian Vettel, que venceu com sua Ferrari.

Que a McLaren tenha achado que o resultado superou as expectativas é um sinal do desânimo que tomou conta da segunda equipe mais bem-sucedida da modalidade.

Seu mau desempenho ressuscitou a especulação de que o piloto de 35 anos, que está no final de um contrato de três anos, pode não continuar.

Mark Webber, ex-piloto e amigo íntimo de Alonso, também pôs seu futuro em dúvida ao conversar com a mídia belga.

"Definitivamente não é verdade", disse Alonso aos repórteres nesta quinta-feira, véspera do Grande Prêmio da China.

"Prefiro estar aqui do que no supermercado de minha cidade-natal".

"Continuo competindo porque quero ter mais troféus. Estou na Fórmula 1, estou dando meu melhor, estou mais preparado do que nunca, estou desempenhando com o que tenho de melhor", completou.

(Por Abhishek Takle)