Alonso minimiza importância de testes e revela medo da Red Bull

Com problemas nos carros da McLaren durante os primeiros testes da pré-temporada para a Fórmula 1, Fernando Alonso diminuiu a importância dessa fase de preparação e revelou de qual equipe tem mais medo para o ano de 2017: a Red Bull.

“No fim, são testes. Não servem para nada e para os fãs é ainda mais difícil de entender. Acho que a equipe que mais tenho medo na luta pelo título é a Red Bull”, afirmou Alonso durante uma transmissão ao vivo através de seu Instagram nesta segunda-feira.

Pela rede social, o bicampeão espanhol interagiu com os mais de 70 mil fãs e respondeu diversas perguntas. “Vai ser difícil vencer a Mercedes, mas isso não é como futebol. Depende de combustível, dos pneus, do dia, das baterias. São suposições sem sentido. A Red Bull não fez o primeiro teste porque isso não faz falta”, acrescentou o piloto da montadora britânica.

Para Alonso, os austríacos são mais perigosos por “esconder o jogo” antes do começo da temporada. “No primeiro teste ninguém contou com eles, porque só olham para o tempo, mas não viram nada da Red Bull. Eles sempre acabam fazendo o mesmo, vão para a Austrália com um carro que não se parece nada com esse”, completou.

Em 2016, a RBR terminou na segunda posição do Campeonato de Montadoras, atrás apenas da campeã Mercedes. Com Daniel Ricciardo e Max Verstappen, a equipe foi a única a conseguir desbancar os alemães em duas ocasiões, Barcelona (Verstappen) e Malásia (Ricciardo).

Já Alonso terminou a última temporada na décima colocação, com 54 pontos conquistados. O espanhol pontuou em nove das 21 corridas do Circuito, com o quinto lugar em Monaco e Estados Unidos como seus melhores resultados.