Alonso e Vettel estão em disputa pela vaga de Stroll na Aston Martin, diz jornal italiano

motorsport.com

Mesmo próximo do início da temporada 2020 da Fórmula 1, os rumores sobre a dança das cadeiras de 2021 não esfriam e os últimos mostram uma possível briga interessante se formando na Aston Martin. Segundo o jornal italiano Gazzetta dello Sport, Fernando Alonso e Sebastian Vettel estariam disputando a vaga de Lance Stroll na equipe.

"Um duelo antigo está de volta", disse o jornal no título da notícia que conta essa história. Mas vale lembrar que a Aston, que irá assumir as operações da Racing Point no próximo ano, não deve ser o único campo de batalha entre eles, com ambos ligados à vaga de Daniel Ricciardo na Renault.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também:

F1 divulga iniciativa para ter fãs "presentes" nos GPs de modo virtualFerrari: novas restrições não devem deixar pit stops mais lentosHamilton defende retorno da F1 ao continente africano

O que chama a atenção na matéria do Gazzetta, é a informação de que a luta é pela vaga de Lance Stroll, filho de Lawrence Stroll, que recentemente assumiu como presidente executivo da montadora britânica.

De acordo com o jornal, Vettel chegou a fazer contatos com a Mercedes e a Renault, mas a crise que a montadora francesa passa torna quase impossível o cumprimento do salário exigido pelo tetracampeão. Com isso, a Aston passa a ser uma opção após a injeção bilionária de caixa feita por Stroll e seu grupo de investidores. Outra questão importante na discussão seria um contrato válido por mais de um ano, algo desejado tanto por Vettel quanto pela equipe.

Para a Racing Point / Aston Martin, ter um piloto como Vettel, que tem quatro títulos mundiais nas costas, seria um ponto fundamental para o crescimento que a equipe visa nos próximos anos. Enquanto isso, Stroll se consolida cada vez mais como o filho do dono da equipe, sem mostrar um crescimento em três anos na F1.

Por outro lado, Pérez está garantido na equipe até 2022, sem contar que traz não apenas experiência como um bom patrocínio para a Aston.

A reportagem da Gazzetta traz, inclusive, um valor que teria sido estipulado para Vettel, de aproximadamente 12 milhões de euros (cerca de R$74 milhões) por ano, além de uma vaga no conselho de investidores.

Raio-X de Hamilton: veja a metamorfose e as histórias inéditas do maior piloto da F1 na atualidade

PODCAST: F1 pronta para volta! Sérgio Sette Câmara explica como será protocolo detalhado

Your browser does not support the audio element.

Leia também