Aloísio 'Boi Bandido' reclama de Federação Chinesa, mas volta atrás e pede perdão

·2 min de leitura
Três jogadores brasileiros ficaram trancados no aeroporto de Amsterdã após cancelamento de voo. Foto: (Reprodução/Weibo)
Três jogadores brasileiros ficaram trancados no aeroporto de Amsterdã após cancelamento de voo. Foto: (Reprodução/Weibo)

O atacante brasileiro naturalizado chinês, Aloísio 'Boi Bandido' foi participante de uma polêmica com a Federação Chinesa de Futebol (CFA) nesta semana após um desabafo feito por ele na maior rede social do país asiático.

Aloísio e outros dois brasileiros que atuam pela Seleção Chinesa, Alan Carvalho e Fernandinho, ficaram trancados no Aeroporto de Amsterdã por 24 horas, onde esperavam um voo para Tóquio, onde a China joga pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, que foi cancelado. O jogador de 33 anos, então, publicou uma foto na rede social reclamando da organização: "Parabéns a todos os envolvidos... nos mandaram pra Amsterdã e cancelaram nossa passagem, mudaram pra amanhã nossa passagem para o Japão e deixaram esperando no aeroporto mais de 8 horas e ainda temos mais 14 horas esperando sem ter hotel ou algo pra ficar. Meus parabéns à organização da agência e CFA. Vocês não têm respeito nenhum".

Leia também:

Após uma resposta da CFA à agência de notícias estatal Xinhua, em que foi dito que o cancelamento do voo foi inesperado, a entidade esportiva chinesa disse que "Os jogadores sempre serão prioridade".

Aloísio, então, retornou às redes sociais e pediu desculpas pela injustiça, segundo ele, cometida: "Olá todos torcedores chineses. Estou vindo aqui reconhecer um erro que tive, depois de estar muito chateado e nervoso, postei algo aqui e não sabia do que tinha acontecido e cometi uma injustiça com a CFA. Eles não sabiam do que estava acontecendo e como uma pessoa que sabe reconhecer seu erro estou aqui pra fazer isso. Se estou vestindo a camisa da seleção, foi porque a CFA me ajudou e me deu essa oportunidade. Em todos esses anos de China, sempre fui muito bem acolhido por eles. Cometi esse erro e gostaria de pedir perdão".

Aloísio, Alan Carvalho e Fernandinho atuavam no Guangzhou FC, assim como Ricardo Goulart e Elkeson, e também rescindiram seus contratos com a equipe que passa por crise financeira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos