Alisson merecia estar entre os dez melhores do mundo

Alexandre Praetzel
RIO DE JANEIRO, BRAZIL - JULY 07: Alisson Becker of Brasil bites the gold medal during the Copa America Brazil 2019 Final match between Brazil and Peru at Maracana Stadium on July 7, 2019 in Rio de Janeiro, Brazil.  (Photo by Kaz Photography/Getty Images)
Alisson comemora após o título da Copa América (Kaz Photography/Getty Images)

Após a conquista da Copa América, muitos jornalistas informaram que Alisson poderia estar entre os três melhores do mundo, concorrendo à Bola de Ouro da Fifa. Achei um exagero, mas acreditava que ele estaria, pelo menos, entre os dez finalistas.

A Fifa divulgou a lista e nenhum goleiro consta entre os candidatos. Isso mostra que para um goleiro ganhar o troféu, terá que fazer uma temporada espetacular e torcer para que ninguém se destaque muito em outras posições. Alisson foi melhor do que muitos que estão ali.

Leia também:

Alisson se firmou como titular da Seleção Brasileira e fez um ano brilhante pelo Liverpool, campeão da Champions League e vice da Premier League. Está entre os melhores do planeta, neste momento.

Agora, na história da Seleção, ainda precisa de muito lastro e carreira. Não o coloco entre os meus dez preferidos, admitindo que num futuro próximo ele pode subir muitos degraus. A seguir, elenco nomes que foram superiores a ele, na preferência do blog, jogando muito também nos seus times.

1) Taffarel - dono da posição nos anos 90. Considerado por muitos dos seus companheiros, como o melhor da Seleção em todos os tempos.

2) Gilmar - bicampeão mundial em 58 e 62. Uma referência de estilo para a época e muita qualidade e liderança.

3) Leão - campeão mundial como terceiro goleiro em 70, dominou a posição naquela década e foi injustiçado ao não ser convocado por Telê Santana para a Copa de 82.

4) Marcos - jogou pouco pela Seleção, mas marcou seu nome com um grande Mundial, em 2002.

5) Dida - titular em 2006 e reserva em 98 e 2002, teve atuações marcantes quando ganhou a posição e teve oportunidades.

6) Zetti - apesar de ter sido reserva de Taffarel, sempre foi uma grande sombra e era um grande goleiro.

7) Carlos - concorria com Leão e Valdir Peres, e foi titular em 86, no seu auge. Apesar do apelido de “pé-frio” por nunca ter ganho um título, era um goleiraço.

8) Valdir Peres - titular em 82, sempre foi um ótimo goleiro, apesar de ter falhado contra a União Soviética. Tem lugar garantido entre os dez melhores.

9) Rogério Ceni - titular quando Leão foi o técnico em 2000 e 2001. Esteve como reserva em duas Copas, mas sua carreira diz tudo.

10) Júlio César - esteve em três Copas e foi titular em duas. Teve um grande ciclo de 2007 a 2010. Ficou marcado pelo 7x1, mas teve ótimos momentos.

Alisson fará 27 anos em outubro e deve ter vida longa na Seleção, como preferido de Taffarel, treinador de goleiros.

Veja mais de Alexandre Praetzel no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes: Twitter | Instagram | Facebook | Spotify | iTunes |