Alisson brilha contra o Monterrey, salva o Liverpool e se reafirma como melhor do mundo

Apenas em um jogo, ao longo de sua carreira pelos Reds, o brasileiro precisou fazer mais defesas
Apenas em um jogo, ao longo de sua carreira pelos Reds, o brasileiro precisou fazer mais defesas

O Liverpool encontrou muita dificuldade para bater o Monterrey, nesta quarta-feira (18), e avançar para enfrentar o Flamengo na decisão do Mundial de Clubes da FIFA.

Ainda que o técnico Jurgen Klopp não tenha escalado o seu time com força máxima, inclusive escolhendo o meio-campista Jordan Henderson para atuar na zaga, a exibição dos campeões europeus decepcionou: Keita, um dos melhores em campo, abriu o placar aproveitando passe de Mohamed Salah, mas Rogelio Funes Mori empatou logo depois, aproveitando uma das não tão incomuns falhas defensivas dos Reds.

Roberto Firmino, nos acréscimos, aproveitou passe espetacular de Trent Alexander-Arnold para enfim garantir a vitória por 2 a 1 da equipe inglesa. Tanto o atacante brasileiro quanto o lateral começaram a partida no banco de reservas,

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Evidente que os autores dos gols geralmente são os mais creditados quando há sucesso na maioria dos jogos. Só que, outra vez, foi Alisson, goleiro do Liverpool e seleção brasileira, quem apareceu para salvar os Reds.

O camisa 1 fez sete defesas contra os mexicanos, algumas de considerável nível de dificuldade. Na atual temporada, Alisson só precisou trabalhar tanto na difícil vitória por 2 a 0 sobre o Red Bull Salzburg, em jogo que poderia até ter decretado a eliminação precoce dos atuais campeões na fase de grupos da Champions League.

Em sua já marcante carreira pela equipe de Anfield Road, Alisson precisou fazer mais defesas apenas em um jogo: a final europeia vencida sobre o Tottenham, meses atrás, quando fez oito intervenções. E se o Liverpool chegou tão longe no caminho do título europeu, foi também graças a uma defesa milagrosa contra o Napoli, ainda na fase de grupos, que garantiu o time de Klopp adiante.

Se o Liverpool é venerado atualmente pelas vitórias e bom futebol, não é apenas pelo poder decisivo de seus atacantes ou laterais: Alisson regularmente vem salvando a equipe inglesa e fez isso mais algumas vezes contra o Monterrey.

"Tudo o que você precisa é de Alisson Becker. Alisson Becker. Ele esteve presente nos momentos decisivos. Foi um jogo muito difícil", disse o técnico Jurgen Klopp em entrevista para a BT Sport após o jogo.

O próximo adversário é o Flamengo, neste sábado (21).

Leia também