Alioski diz que Arnautovic se desculpou após polêmica na estreia da Eurocopa: 'Fizemos as pazes'

·2 minuto de leitura


Um dos personagens de uma grande polêmica da Eurocopa, o lateral-esquerdo Alioski, da Macedônia do Norte, se pronunciou pela primeira vez após discussão com o atacante Arnautovic, da Áustria. Na estreia das duas seleções no torneio, o austríaco ofendeu o ala com gestos e gritos supremacistas.

+ Veja a tabela e os jogos da Eurocopa


O motivo da provocação de Arnautovic teria sido o conflito geopolítico entre Albânia e Sérvia, que são países rivais. Através de sua assessoria de imprensa, Alioski minimizou o fato e disse que o atacante da Áustria se desculpou após o ocorrido.

- Ele veio ao nosso vestiário para se desculpar (após a partida). Conversamos sobre nossas trocas verbais após o jogo, incluindo este incidente. E nós apertamos as mãos e fizemos as pazes. Não entendi o que ele me disse depois de marcar, pois o barulho no estádio estava muito alto. Eu só vi que ele dirigiu as palavras para mim - disse Alioski.

O jogador do Leeds United afirmou que discussões no meio do futebol são normais, mas que em alguns momentos atletas perdem a cabeça e se arrependem do que falam.

- No futebol, discussões acaloradas em campo são normais, especialmente em jogos tão emocionantes. É por isso que não dei mais importância a eles naquele momento. Nesses momentos de calor, pode acontecer de um jogador perder a cabeça e não ter a consciência do que está dizendo. Talvez ele tenha percebido isso tarde demais - concluiu.

+ Veja todos os convocados da Seleção Olímpica para os Jogos de Tóquio

Após o ocorrido, a Uefa suspendeu Arnautovic por uma partida e o camisa 7 não enfrentou a Holanda na segunda rodada do Grupo C. Apesar da punição, a entidade entendeu que o jogador "não teve atitudes racistas ou discriminatórias", e não aplicou os artigos de seu Código Disciplinar que preveem punições maiores para casos deste tipo.

Em uma rede social, Arnautovic se pronunciou publicamente sobre o ocorrido e disse "não ser racista", afirmando "ter amigos em quase todos os países".

- Houve algumas palavras acaloradas nas emoções do jogo pelas quais gostaria de pedir desculpas - especialmente aos meus amigos da Macedônia do Norte e da Albânia. Gostaria de dizer uma coisa muito claramente: não sou racista. Tenho amigos em quase todos os países e defendo a diversidade. Todo mundo que me conhece sabe disso - disse.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos