Alguns países optam por não ter homem e mulher juntos como porta-bandeiras na abertura da Olimpíada

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Temur Rakhimov, do Tajiquistão, carrega bandeira do país na cerimônia de aberta dos Jogos do Tóquio
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

TÓQUIO (Reuters) - Alguns poucos países chamaram atenção na cerimônia de abertura da Olimpíada de Tóquio, nesta sexta-feira, por terem somente um homem ou uma mulher carregando sua bandeira, apesar de o Comitê Olímpico Internacional (COI) ter incentivado as delegações a ter porta-bandeiras masculino e feminino juntos.

O nadador etíope Abdelmalik Muktar e o judoca do Tajiquistão Temur Rakhimov balançaram sozinhos as bandeiras de seus respectivos países, apesar de terem mulheres na delegação.

O Congo, por outro lado, teve sua delegação de homens e mulheres representada somente pela velocista Natacha Ngoye Akamabi.

Em fevereiro, o COI divulgou comunicado pedindo aos países participantes da Olimpíada que escolhessem pela primeira vez na história tanto um homem quanto uma mulher para carregar a bandeira na cerimônia de abertura, quando possível.

Outros países que tiveram somente um homem carregando a bandeira, como os Emirados Árabes Unidos, têm delegação exclusivamente masculina.

Delegações de países conhecidos por valores e costumes conservadores em relação ao gênero atenderam ao pedido do COI, como o remador Husein Alireza e a judoca Tahani Alqahtani, que juntos sorriram ao carregar a bandeira da Arábia Saudita.

O COI prometeu trabalhar na direção da igualdade de gênero depois que o então presidente do comitê organizador da Tóquio 2020, Yoshiro Mori, foi criticado por fazer declarações sexistas sobre as mulheres em fevereiro. Mori renunciou ao cargo.

(Reportagem de Sakura Murakami)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos