Alexandre Pássaro minimiza a necessidade de reforços no Vasco: 'O trabalho é que vai nos melhorar'

·1 minuto de leitura


Primeiro Marcelo Cabo disse ter encontrado a espinha dorsal da equipe. Depois houve a saída de Talles Magno e a quase paralela chegada de outros jogadores. O Vasco não começou bem a Série B, está se recuperando, mas fica a dúvida: o elenco precisa ser reforçado? O diretor executivo de futebol do clube, Alexandre Pássaro, entende que, se precisa, não é muito.

- Continuo achando, e muitos também acham que temos um bom elenco. Isso não foi discussão até a primeira derrota, é normal questionar. Disse e repito internamente que não vejo soluções assim, como o Vasco não vê há tantos anos fazendo e refazendo times. Eu não acredito que é assim, sem parar de contratar que a gente melhora. O trabalho é que vai nos melhorar - analisou o dirigente, antes de completar dizendo que as portas não estão fechadas:

- Independentemente sobre contratar, se tivermos oportunidade de mercado, queremos que o trabalho dê os frutos que temos certeza que pode dar. Neste momento, o mercado é restrito, de jogadores com seis jogos disputados, quem não jogou Série A... não vemos necessidade desesperada de reforços. Vemos de ajuste, que talvez aumente com os jogos, mas temos crença nos que estão. no grupo. Seria fácil usar isso como muleta, dizendo que precisaria de cinco - lembrou Pássaro.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

O momento de maior pressão no departamento de futebol do Vasco já passou. Agora, o trabalho é para manter a curva ascendente da equipe na tabela de classificação da Série B do Brasileirão. O jogo deste domingo é contra o Náutico, em São Januário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos