Alex treinador? Ex-meia confirma planos e indica único clube em que não trabalharia

Goal.com

Depois de pendurar as chuteiras com passagens vitoriosas por Coritiba, Palmeiras, Cruzeiro e Fenerbahçe, Alex nunca escondeu sua vontade de se tornar treinador. E em conversa com a Goal em uma transmissão ao vivo no Instagram, o ex-jogador reforçou seu desejo e contou que já está trabalhando para que isso seja possível em breve.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Tinha uma dúvida se seguiria para um lado de gestão fora do campo logo quando acabasse. Fui tirando minha roupa de jogador, amadurecendo a ideia e concluí que o melhor era continuar dentro do campo. A única surpresa nesse meio tempo foi o convite da ESPN, que foi prazeroso por conhecer novas pessoas. Ano passado fui estudar, o que protocolarmente é necessário. Estava matriculado na turma da licença A neste ano, mas foi cancelado por conta da Covid-19”, explicou Alex.

Leia também:

Além disso, ele contou que já tem um estágio agendado com Vanderlei Luxemburgo, no Palmeiras. O ex-meia é amigo pessoal do treinador, com quem trabalhou na grande equipe do Cruzeiro, em 2003, quando conquistou a tríplice coroa no futebol brasileiro naquele ano, com os títulos do Campeonato Brasileiro, da Copa do Brasil e do Mineirão.

“Com o Vanderlei eu falo sempre, é um amigo que fiz no futebol. Já estava agendado [o estágio], mas tive que adiar. Ficaria oito dias com ele em São Paulo, mas houve um temporal imenso e tive que voltar com o avião para Curitiba. Era a única semana que o Palmeiras teria livre, sem jogos, mas acabou não acontecendo. E agora não tem muito o que fazer, tem que esperar a situação da pandemia. O plano é esse, tirar a licença A e retomar meu trabalho com o futebol”. 

O fato de ter atuado como um meia que pensa o jogo e ter sido capitão ao longo da carreira podem ajudar Alex em sua futura função. Porém, o ex-jogador criou uma identidade muito forte por onde passou, o que poderia criar algumas dificuldades para ele como treinador, principalmente para treinar os rivais de Coritiba, Palmeiras, Cruzeiro e Fenerbahçe.

Mas Alex disse que sua ligação com os clubes como jogador ficou no passado, apesar de ter marcado história. Por isso, ele diz que a grande questão é saber se os clues rivais vão querer contratá-lo como técnico. 

“Tem que ver se essas equipes iriam atrás de mim para me contratar. Quem tem a relação com o Palmeiras, com o Cruzeiro, é o ex-jogador. Quando falei em ir para casa e eliminar a questão do jogador é sobre isso. Mas a história fica, isso não se apaga, a relação com os clubes sempre vai existir.” 

Mas apesar deste fato, o camisa 10 ressaltou sua ligação com o Coritiba, que também é pessoal, como torcedor e familiar. Até por isso, ele revelou que o existe um clube em especial que não treinaria.

“O único clube em que tenho relação pessoal, como torcedor e familiar, é o Coritiba. Aí sim é uma relação difícil, se eu vou para o Athletico, por exemplo. Aí acho que seria algo até desnecessário. Mas nos outros lugares não, serei profissional. Se os clubes acharem que o profissional tem condição de dirigir o clube, a gente conversa. Já vimos histórias sobre isso. Marcelo Oliveira é um grande exemplo. Foi um belíssimo jogador com o Atlético-MG e um treinador vitorioso pelo Cruzeiro”.

Agora, Alex aguarda o retorno do futebol para concluir seus estudos e, quem sabe, também se tornar um grande treinador e fazer ainda mais história no esporte.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também