Alessandro se enerva com Marlone: “Corinthians não está chutando ninguém”

O gerente de futebol do Corinthians, Alessandro, sempre comedido ao tratar dos assuntos relacionados ao clube, mostrou um claro incômodo na noite desta quinta-feira ao tratar das declarações do meia Marlone, que reclamou do tratamento de “algumas pessoas” no Timão antes de acertar sua ida por empréstimo para o Atlético-MG. Para o dirigente, o atleta usou uma postura para falar com ele e outra ao falar publicamente.

“Ele, na minha opinião, foi bastante infeliz ao usar a palavra ‘covardia’. Ele se sentiu chateado, dizendo que o que estão falando dele a respeito dele é uma covardia. Fico bastante surpreso como posicionamento de um atleta que eu mantinha muito diálogo. Em todas as situações, não tive nenhum problema com ele, mas venho para o jogo e me pego surpreso onde vejo um vídeo dele se despedindo de uma situação…”, avaliou, sem economizar nas palavras ao tratar do tema.

“Vejo ele com muita pressa tanto para se expressar como para sair daqui. Eu, sinceramente, fico um pouco desconfortável com a situação, mas o tempo vai mostrando a reação de cada um, onde essas pessoas realmente estão felizes. O Corinthians não está abrindo a porta para ninguém sair, o Corinthians tem um compromisso com todos os seus atletas para que eles trabalhem muito e desenvolvam a técnica da melhor maneira possível. Não está chutando ninguém daqui”, continuou.

 

De acordo com Alessandro, Marlone se mostrou bastante contente com a resolução adotada pelas diretorias, já que buscava um novo lugar para praticar sua profissão. Depois, adotou um discurso em que não parecia ser essa a sua vontade na atual temporada.

“A gente não acordou que ele não iria treinar, o que nós acordamos é que ele não participaria do jogo até terminar toda a situação. Última pergunta que eu fiz para ele foi: ‘você está feliz?’. E naquele momento ele disse que estava muito feliz”, relembrou Alessandro, antes de concluir sobre o tema.

“Agora 24 horas depois o atleta se reúne com o seu assessor, escreve umas linhas de texto, diz que se sente chateado e usa a palavra covardia? Acho que quanto um atleta usa uma palavra dessa e ainda coloca que algumas pessoas do Corinthians estão no meio, é uma falta de respeito tremenda com o torcedor Corinthians. E nunca faltou isso”, concluiu.