Alessandro rebate Marlone e afirma: 'Corinthians não está chutando'

Gerente de futebol do Corinthians rebate meia-atacante, que citou até 'covardia' em nota de adeus. Jogador foi emprestado ao Atlético-MG em negociação que envolveu Clayton

As declarações de Marlone não caíram bem no Corinthians. Após o meia-atacante citar até "covardia" em uma nota de despedida ao Timão, o gerente de futebol Alessandro Nunes rebateu o jogador. O dirigente alvinegro afirmou que o atleta foi "infeliz" e se disse surpreso com a situação.

- Ele, na minha opinião, foi bastante infeliz ao usar a palavra "covardia". Ele se sentiu chateado, dizendo que o que estão falando dele a respeito dele é uma covardia. Fico bastante surpreso com o posicionamento de um atleta que eu mantinha muito diálogo. Em todas as situações, não tive nenhum problema com ele, mas venho para a Arena e me pego surpreso onde vejo um vídeo dele se despedindo assim. Vejo ele com muita pressa tanto para se expressar como para sair daqui. Eu, sinceramente, fico um pouco desconfortável com a situação, mas o tempo vai mostrando a reação de cada um, onde essas pessoas realmente estão felizes. O Corinthians não está abrindo a porta para ninguém sair, o Corinthians tem um compromisso com todos os seus atletas para que eles trabalhem muito e desenvolvam a técnica da melhor maneira possível. Não está chutando ninguém daqui - afirmou Alessandro, após a partida contra o Red Bull Brasil.

- Na verdade, ficou confuso, ele fala algumas pessoas do Corinthians. Ele está falando de quem? Jogadores, diretoria, comissão técnica, funcionários, torcedores? Corinthians é muito grande, a maior riqueza do Corinthians é seu torcedor. Eu não consigo responder para ele direcionado para qual área é, uma vez que ele diz "muitas pessoas do Corinthians". Quais e o que essas pessoas estão dizendo? Ontem, quando conversamos com ele, estava tudo muito tranquilo. Parte da negociação envolvendo o Marlone e Clayton, muito simples, são dois atletas sendo emprestados, não tem nada de anormal, e o Clayton não está vindo aqui a contragosto, muito menos o Marlone está com má vontade, não. Ao contrário. Tenho certeza de que quando ele se apresentar ao Galo vai dizer que está feliz. Fica um pouco desconfortável porque o atleta senta para conversar com você e diz uma coisa. Depois senta com o assessor dele, monta um texto e publica pra todo mundo como se fosse o bonzinho da história. Vamos falar a verdade um pouquinho - acrescentou o dirigente.

O meia-atacante foi envolvido em troca por Clayton com o Atlético-MG, com os jogadores emprestados até o fim desta temporada. Marlone, por sua vez, ainda tem contrato com o Corinthians até dezembro de 2019. Por isso, Alessandro lembrou que ele ainda tem vínculo com o Timão e voltou a fazer críticas.

- O que estou relatando é essa estranheza na manifestação dele logo após se dirigir ao Corinthians dizendo que está feliz com o acerto com o Atlético-MG. São muitas contradições em um texto. Na verdade é um atleta que ainda é do Corinthians, então tinha que ter muito mais de agradecimento, visualizando uma oportunidade que seja boa para ele, e ele falou era (no empréstimo ao Atlético-MG) - disse Alessandro.

Contratado no fim de 2015, após se destacar pelo Sport, Marlone defendeu o Corinthians em 50 partidas e fez nove gols, mas não conseguiu se firmar como titular. Neste ano, com a contratação de Jadson, ele ficou ainda mais sem espaço no clube. O Atlético-MG tentou a contratação dele em janeiro, por cerca de R$ 10 milhões, mas a diretoria corintiana vetou. Agora, os clubes acertaram a troca até o fim desta temporada.









E MAIS: