Alessandro admite que meta do Corinthians é Libertadores, mas não vê pressão para atingi-la

·2 minuto de leitura


Sexto colocado no Campeonato Brasileiro, com 33 pontos, o Corinthians se classificaria para a pré-Libertadores, caso a competição terminasse hoje - e a área de promovidos pode crescer, dependendo dos resultados da Libertadores, Sul-Americana e Copa do Brasil.

Diante deste cenário, o gerente de futebol do Corinthians, Alessandro Nunes, admitiu que a meta do clube é a classificação para a principal competição da América do Sul. No entanto, o cartola tirou a responsabilidade das contas do técnico Sylvinho, onde a cobrança pelos resultados tem sido maior, por parte da torcida, e a desmembrou para todos os departamentos do clube.

- Por mais que você tenha individualizado para o Sylvinho, a meta não é dele, é do Corinthians, de todos. Todos têm parcelas importantes aqui dentro. Temos confiança tremenda no trabalho do professor Sylvinho, da comissão técnica, do Alex, do Fernando (Lázaro), Doriva, se estende aos departamentos, mas a meta é nossa, do Corinthians, torcedor. Com trabalho, buscar pontos, buscar melhor posição na tabela, evoluir em tudo, ela se estende em todas as áreas e departamentos do clube - disse Alessandro em entrevista coletiva virtual concedida nesta quinta-feira (31).

>> Baixe o novo app de resultados do LANCE!
>> Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos


- Estamos acompanhando diretamente o trabalho do Sylvio e da comissão técnica. O desempenho tem sido entregue. Precisamos deixar o imediatismo no futebol de lado e dar um pouco de tempo para que os resultados possam chegar. Recentemente completamos quatro meses de trabalho que tiveram muitas saídas e agora reforços, que em algum momento vão ajudar. Estamos vendo do Sylvio um trabalho de ajuste para construir uma equipe tiveram 19 saídas, entre empréstimos e definitivos, quatro atletas que jogaram juntos já deram resultados - afirmou o gerente de futebol.

Alessandro, no entanto, não vê pressão nesta reta final de temporada para que o Timão consiga cumprir a meta de classificação à Libertadores. E ainda vê o retorno do torcedor ao estádio como o grande reforço corintiano para a temporada.

- Nosso maior reforço nem sequer chegou e, muito em breve, será anunciado. Estamos a conta gostas. Existe uma expectativa mais especial possível. Sylvinho está entregando muito bem e desejamos que essa continuidade e longevidade e garantir os resultados que fatalmente acontecerão - disse o ex-lateral do Corinthians.

Neste fim de semana, o Time do Povo visita o Red Bull Bragantino, em Bragança, em confronto direto por uma vaga na Libertadores. O Massa Bruta tem o mesmo número de pontos que o Corinthians, mas cinco gols a mais de saldo que os colocam na frente na tabela em uma posição.

O confronto no estádio Nabi Abi Chedid ainda será sem público, ainda que a CBF e os clubes tenham entrado em um consenso para o retorno do torcedor às arenas já na 23ª rodada. O impeditivo ficará por conta do governo de São Paulo que só autoriza a retomada de pessoas em eventos esportivos a partir desta terça-feira (5).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos