Alessandra Scatena homenageia Gugu e lembra namoro: "História bonita"

Yahoo Vida e Estilo
Gugu Liberato e Alessandra Scatena. Foto: reprodução/instagram/alessandrascatenaoficial
Gugu Liberato e Alessandra Scatena. Foto: reprodução/instagram/alessandrascatenaoficial

Alessandra Scatena lembrou momentos especiais de Gugu Liberato na homenagem ao apresentador feita pelo “Domingo Legal”, no SBT. Assistente de palco do comunicador por 12 anos, ela o elogiou como profissional e recordou o breve namoro entre os dois, na década de 90.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Namoramos por quase um ano. Foi uma história muito bonita. Ele me pediu em namoro pro meu pai”, disse.

Leia também:

A assistente de palco disse que aprendeu muito com ele durante o período em que conviveram. “Era muito inteligente, sábio. Ele que fez eu me apaixonar pela televisão, eu queria ser modelo. Tenho muita gratidão”, afirmou.

Mesmo depois do fim do relacionamento amoroso, continuaram amigos e confidentes. “Ele compartilhava segredos comigo, quando ele iniciou o relacionamento com a Rose, quando a Rose ficou grávida do João. Ele compartilhou tudo isso comigo”, contou.

Comandado por um emocionado Celso Portiolli, o “Domingo Legal” recebeu ainda outros nomes importantes na trajetória de Gugu como Mara Maravilha, Sonia Abrão e Liminha, além de mostrar depoimentos de artistas que se apresentaram com frequência no programa.

Morte foi anunciada na sexta

Gugu Liberato sofreu uma queda acidental de uma altura de cerca de quatro metros quando tentava fazer um reparo no ar-condicionado no sótão de sua casa, na última quarta-feira (20). Ele bateu a cabeça e sofreu uma fratura na têmpora direita.

Ao dar entrada no hospital, o comunicador apresentava “alguma atividade respiratória”, segundo o relato do neurocirurgião brasileiro Guilherme Lepski. “Acontece que o quadro foi se deteriorando rapidamente, e as provas subsequentes comprovaram isso”, afirmou. Somente na sexta, a morte encefálica foi confirmada.

Os procedimentos necessários para a doação de órgãos foram iniciados na madrugada deste domingo. Com autorização da família, o desejo do comunicador de 60 anos foi atendido e pode beneficiar até 50 pacientes na espera por um transplante.

A assessoria de Gugu informou que o velório será aberto ao público, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). A data, no entanto, ainda não foi definida. O corpo será sepultado no jazigo da família no Cemitério do Morumbi, na capital paulista.

Leia também