Alemanha terá "final" contra Espanha para proteger reputação, diz Flick

Técnico da seleção da Alemana, Hansi Flick, durante entrevista coletiva em Doha

Por Karolos Grohmann

AL RAYYAN, Catar (Reuters) - A Alemanha entra em seu segundo jogo no Grupo E da Copa do Mundo do Catar contra a Espanha no domingo sabendo que será uma final, disse neste sábado o técnico da seleção alemã, Hansi Flick, diante da possibilidade de uma eliminação precoce caso sua equipe seja derrotada novamente.

Perguntado se os tetracampeões mundiais ainda eram a poderosa equipe do passado, já que enfrentam a perspectiva de uma segunda eliminação precoce seguida da Copa do Mundo, ele disse que o jogo de domingo determinaria a reputação da equipe.

"Isto será respondido no domingo. Talvez tenhamos outra resposta para essa pergunta, a resposta certa", disse Flick em uma coletiva de imprensa.

Os alemães começaram sua campanha na Copa do Mundo do Catar com uma derrota surpreendente por 2 x 1 contra o Japão na quarta-feira, depois de manter uma vantagem de 1 x 0 após um primeiro tempo dominante.

Mas eles inexplicavelmente desmoronaram após o intervalo e deixaram o Japão marcar duas vezes no final do jogo, permitindo que os japoneses ficassem com três pontos, mesma pontuação dos espanhois.

Os alemães sofreram a eliminação mais precoce em um Mundial em 80 anos quando caíram na primeira fase em 2018 na Rússia. Eles também foram eliminados nas oitavas de final na Euro disputada no ano passado.

"Os dois últimos torneios não foram (bons)", disse Flick. "Queremos evitar que isto se repita. O foco está na concentração. Esta é a primeira final para nós na Copa do Mundo e é disso que se trata --evitar uma repetição disso."

Flick terá que esperar pela última sessão de treinamento para ver se Leroy Sane, que está em tratamento de uma lesão, estará apto a participar no domingo.

"Temos que esperar pelo treinamento final e depois podemos dizer mais (sobre Sane)", disse ele. "É uma boa notícia que ele possa treinar. Nossos médicos fizeram um bom trabalho e veremos como vai o treinamento."

Embora a lesão de Sane, que desfalcou a equipe no primeiro jogo, possa ser uma preocupação para o treinador, uma questão muito maior é fazer com que os jogadores se concentrem no jogo, deixando a derrota para o Japão no passado.

Flick apareceu sozinho na conferência de imprensa final antes do jogo e não, como de costume, com um jogador, dizendo que todos eles precisavam permanecer em sua base de treinamento no norte do Catar para se concentrarem no jogo.

"Para mim, o foco é o futebol", disse Flick.

"Estou convencido da ideia de como queremos jogar. Se não estivermos a 100%, então damos espaço ao adversário. Fizemos isso contra o Japão. A derrota e como ela aconteceu é muito amarga porque era evitável", avaliou.

"Mas continuaremos em nosso caminho, porque acreditamos na qualidade da equipe e que ela pode aplicar as coisas que queremos. Temos coragem e crença para entrar no jogo", disse o alemão.