Alemanha decepciona e vence Omã no sufoco em último amistoso antes de estreia na Copa


A Alemanha parecia estar em ritmo de descanso e fez o básico para vencer Omã por 1 a 0 na tarde (horário de Brasília) desta quarta-feira (16), em Mascate, no seu último jogo preparatório para a Copa do Mundo do Qatar. (veja como foi o lance a lance)


+ Os jogadores que estão no álbum, mas não vão para Copa do Mundo do Qatar

Füllkrug, só aos 34 minutos da etapa final, fez o único tento da partida, que ao contrário do esperado, foi bem difícil para os germânicos.

Ainda com peças sentindo dificuldades físicas, Hansi Flick levou uma escalação um pouco alternativa, com peças que estão indo para o Mundial como apostas.

A principal delas entre os 11 iniciais foi o jovem Youssoufa Moukoko, de 17 anos, atacante do Borussia Dortmund, nascido em Camarões e que foi maior surpresa na convocação

Ao estrear com apenas 17 anos na seleção, o atacante do Borussia Dortmund é o mais novo a jogar pela Alemanha desde o histórico atacante Uwe Seeler, fez sua primeira partida mundo em 1954, também aos 17 anos, e disputou as Copas de 1958, 1962, 1966 e 1970. Seeler faleceu no dia 21 de julho deste ano, aos 85 anos.

Mas os europeus se viram 'encastelados' pela defesa de Omã, que atuava sob pressão e tinha velocidade de sobra para aparecer no contra-ataque, o que tornou as coisas mais equilibradas do que o imaginado ante um esquema alemão extremamente burocrático e com a defesa muito vulnerável à modesta adversária.

Bom para os alemães, que com o placar mantém a invencibilidade ante Omã: os países se enfrentaram apenas uma vez na história. Foi em partida amistosa em fevereiro de 1998, com vitória europeia por 2 a 0.

O JOGO

Em uma Alemanha 'improvisada', muito por conta dos problemas físicos que algumas estrelas do time atravessam, como Thomas Müller e Antonio Rüdiger, poupados, além do goleiro Ter Stegen, ainda machucado, o time germânico esteve longe de ter uma atuação convincente, digna de uma favorita ao título da Copa do Mundo.

Sem nada a perder, Omã adotou um esquema de jogo onde apertava a marcação, mas conseguia sair em contra-ataques perigosos, levando susto e perigo aos alemães.

Assim foi logo aos 5', quando os asiáticos chegaram pela direita com Yahmadi, mas a defesa europeia conseguiu cortar o cruzamento rasteiro.

Aos 14, foi a vezz de Alawi entrar na área, limpar a marcação e finalizar com perigo para Neuer.

A primeira boa chance germânica no jogo só veio aos 16'. Havertz recebeu ótimo passe de Goreyzka, mas chutou em cima do goleiro. No rebote, Moukoko não aproveitou. Na sequência, foi a vez de Hofmann receber na entrada da área e bater cruzado, com perigo.

Ao mesmo tempo que a Alemanha parecia que tinha acertado o seu pé no jogo, Omã se mostrava longe de um adversário frágil. Continuou controlando as ações defensivas e levando perigo nos contra-ataques.

Aos 27', os asiáticos chegaram com perigo de novo. Após cobrança de falta na área, Subhi subiu mais alto que toda a defesa germânica para desviar, com perigo.

Aos 34', sinal de alerta para a Alemanha. Klostermann, uma das opções para a lateral-direita da seleção, sentiu uma indisposição e deixou o campo substituído por Bella-Kotchap.

O final do primeiro tempo ainda reservou emoções duplas na partida. Aos 42', em novo contra-ataque rápido puxado por Omã, a bola chegou a Yahyaei, que entra com liberdade, mas demora a finalizar e acabou travado. Três minutos depois, a resposta. Após cruzamento da esquerda, a bola chegou em Moukoko, que limpou a marcação, chutou e acertou a trave na melhor chance germânica no jogo.

Alemanha x Omã
Alemanha x Omã

(Foto: Twitter/OFA)


+ Herói da Alemanha em 2014, Götze fala das dificuldades na carreira após o título da Copa

BUROCRÁTICA E PRESSIONADA, ALEMANHA CHEGA AO SEU GOL

Na volta do intervalo, visivelmente incomodado com o rendimento da equipe, o técnico Hansi Flick resolveu arriscar mais. E fez nada menos que quatro substituições.

As alterações parecem ter injetado um gás adicional na seleção alemã, que começou a aparecer com mais constância no ataque. Aos 5', Gundogan apareceu livre na entada da área e arriscou o chute, exigindo boa defesa do goleito Mukhaini.

No lance seguinte, Fullkrug recuperou a bola em uma saída errada dos asiáticos e soltou uma bomba para defesa espetacular de Mukhaini. Aos 8', após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Hofmann que chutou da pequena área para nova defesa difícil do goleiro de Omã, em cima da linha.

Caminho traçado para a vitória? Mais ou menos. Omã voltou a impor seu jogo defensivo e aparecer nos contra-ataques. Aos 11', Aghabari fez linda jogada individual, entrou na área como quis e chutou para defesa de Neuer.

A dificuldade alemã era visível e por pouco Omã não fazia a zebra cantar. Aos 25', Aghbari roubou a bola, avançou em velocidade e cruzou na medida, mas Bella-Kotchap conseguiu cortar. Na jogada seguinte, em novo contra-ataque, a bola é cruzada para Saleh, que na pequena área, livre e sem goleiro, manda para fora. perdendo a melhor chance do jogo.

Aos 30', em mais um contra-ataque, Saleh recebeu lançamento, invadiu a área, mas perdeu a chance de finalizar ao ser combatido por Bella-Kotchap.

Nada é tão ruim que não possa piorar? Não aos alemães, que surpreenderam. Aos 34', após falha da defesa de Omã, Havertz avançou e tocou para Füllkrug, que chuta sem defesa para Al-Mukhaini. Alemanha, enfim, abre o placar.

O gol sacramentou as coisas. Omã acusou o golpe, passou a priorizar a defesa para evitar um placar mais dilatado. E quase os germânicos ampliaram. Aos 38', Havertz chuta e goleiro Al-Mukhaini dá rebote para Fullkrug, que manda para as redes. Porém, em posição de impedimento. E o lance foi anulado, selando o placar final.

COMO JOGOU A ALEMANHA

Neuer; Klostermann (Bella-Kotchap), Kehrer, Ginter (Schlotterbeck) e Raum (Günter); Gundogan (Brandt), Goretzka (Kimmich), Hofmann e Havertz; L. Sané e Moukoko (Füllkrug)

PRÓXIMOS JOGOS DA ALEMANHA

A Alemanha estreia no Mundial na próxima quarta-feira (23), às 10h (de Brasília), contra o Japão. Os europeus estão no Grupo F da competição, ao lado de Espanha e Costa Rica.

> Confira a tabela e simule resultados da Copa do Mundo-22 do Qatar
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!