Tigres, de Juninho e Tuca Ferretti, encara Pachuca por título inédito

Cidade do México, 17 abr (EFE).- Vice-campeão no ano passado, o Tigres está na final da Liga dos Campeões da Concacaf pela segunda vez seguida e enfrentará o Pachuca em dois jogos, o primeiro deles nesta terça-feira como mandante, na busca por um título inédito.

A partida desta terça no Estádio Universitário, na cidade de San Nicolás de los Garza, na província de Nuevo León, colocará frente a frente um time que tenta ficar com a taça pela primeira vez e outra que já sentiu esse gostinho em quatro ocasiões. O segundo confronto está marcado para a quarta-feira da semana que vem, no estádio Nuevo Hidalgo, na cidade de Pachuca.

Além da chance de uma volta olímpica, o título dá ao campeão também uma vaga no Mundial de Clubes deste ano, nos Emirados Árabes, em dezembro. Os 'Tuzos' já representaram a Concacaf no torneio intercontinental em 2007, 2008 e 2010, tendo como melhor desempenho um quarto lugar. O time ainda faturou a 'Concachampions' em 2002.

As duas equipes também protagonizam uma disputa particular no Torneio Apertura do Campeonato Mexicano. O Pachuca fecha a zona de classificação para as quartas de final, em oitavo lugar, com 20 pontos. Já os 'Felinos', sob o comando do brasileiro Ricardo Ferretti, não fizeram um bom começo, mas vêm em ascensão e ocupam a nona posição, com 19, depois de terem goleado o Pumas por 4 a 0 no fim de semana.

O Tigres tem como destaque a dupla de ataque, formado pelos experientes Eduardo Vargas, ex-jogador de Grêmio, Napoli e Hoffenhiem, entre outros, e Andre-Pierre Gignac. O capitão da equipe é o zagueiro Juninho, ex-Botafogo.

'Tuca' Ferretti tem apenas uma dúvida para definir a formação inicial, a presença ou não do meio-campista Jürgen Damm, que sentiu um problema muscular, mas foi relacionado para o jogo em casa.

No Pachuca, os grandes nomes à disposição do técnico Diego Alonso são os atacantes Lozano, jovem referência na seleção mexicana, e Urretavizcaya, que neste ano foi convocado pelo Uruguai pela primeira vez.


Prováveis escalações:.

Tigres: Guzmán; Advíncula, Ayala, Juninho e Torres Nilo; Pizarro, Dueñas, Damm e Álvarez; Vargas e Gignac. Técnico: Ricardo Ferretti.

Pachuca: Blanco; García, González, Murillo e López; Guzmán, Hernández e Gutiérrez; Lozano, Urretavizcaya e Jara. Técnico: Diego Alonso.

Estádio Universitário, em San Nicolás de los Garza (México). EFE