Alcolumbre veta MP que permite a Weintraub nomear reitores: “Violação aos direitos constitucionais”

Yahoo Notícias
Presidente do Senado, Davi Alcolumbre, afirmou que medida provisória editada por Bolsonaro é inconstitucional (Foto: AP Photo/Eraldo Peres)
Presidente do Senado, Davi Alcolumbre, afirmou que medida provisória editada por Bolsonaro é inconstitucional (Foto: AP Photo/Eraldo Peres)

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, assinou o expediente que devolve a pedida provisória 979, que havia sido editada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A MP permitiria que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, escolhe reitores temporários para as universidades federais durante a pandemia.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Segundo Alcolumbre, ele devolveu a MP por “violação aos direitos constitucionais de autonomia e gestão democrática das universidades”.

“Cabe a mim, como Presidente do Congresso Nacional, não deixar tramitar proposições que violem a Constituição Federal”, escreveu o presidente do Senado nas redes sociais. “O parlamento permanece vigilante na defesa das instituições e no avanço da ciência.”

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Leia também

A MP foi editada pelo presidente Jair Bolsonaro e publicana no Diário Oficial da União na última quarta-feira, 10. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, já havia se manifestado contra a medida e afirmado que a decisão era inconstitucional.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também