Alckmin e transição de Lula comemoram vitória do Brasil, e Gleisi exalta causas de Richarlison

BRASÍLIA, DF, 24.11.2022 - O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), e integrantes da equipe de transição acompanham a estreia do Brasil na estreia na Copa do Mundo, no Qatar, em auditório no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), em Brasília (DF). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
BRASÍLIA, DF, 24.11.2022 - O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), e integrantes da equipe de transição acompanham a estreia do Brasil na estreia na Copa do Mundo, no Qatar, em auditório no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), em Brasília (DF). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), e integrantes da equipe de transição acompanharam a vitória do Brasil na estreia na Copa do Mundo, no Qatar, em auditório no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), em Brasília.

Alckmin entrou no local nos primeiros minutos da partida. Ele se sentou entre a presidente nacional do PT e coordenadora política do governo de transição, Gleisi Hoffmann, e Márcio Elias Rosa, ex-secretário de Justiça e Defesa da Cidadania de São Paulo.

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, estava em São Paulo, onde se recupera de uma cirurgia para retirada de uma lesão na garganta.

Antes de o jogo começar, o líder petista escreveu mensagem de incentivo ao time, nas redes sociais.

"Hoje começa a disputa pelo hexa. Vamos usar nossa camisa verde e amarela, vesti-la com muito orgulho e acompanhar a Seleção. Nossa camisa tem as cores da nossa bandeira, que representa 215 milhões de brasileiros e brasileiras. Vamos torcer juntos pelo Brasil".

Pela manhã, uma equipe do esquadrão antibomba da Polícia Federal esteve no CCBB para fazer uma varredura no local. A assessoria de imprensa da transição disse que se tratava de um procedimento de rotina.

Ao chegar no auditório, o vice-presidente eleito palpitou que o jogo terminaria com a vitória da seleção brasileira por 2 a 1 sobre a Sérvia. No intervalo do primeiro tempo, ao ser questionado sobre a partida, que estava 0 a 0, Alckmin comentou que o Brasil tinha mais posse de bola e que os gols sairiam na segunda etapa. O jogo terminou 2 a 0 para o Brasil.

Alckmin e outros membros do governo de transição usavam camisas amarelas da seleção brasileira, que estiveram associadas nos últimos meses aos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL). Gleisi afirmou que estava em curso um processo de "ressignificação" da camisa do time nacional.

"A camisa verde e amarela é da seleção, o verde e amarelo é do Brasil, por isso nós brasileiros usamos. Tem uma tentativa em curso de partidarizar, mas não podemos deixar isso acontecer."

No Twitter, ela elogiou o atacante Richarlison, autor dos dois gols da partida. "Richarlison faz bonito no campo e nos posicionamentos", disse.

"Diz que sempre que tiver uma causa justa usará sua condição de jogador da seleção para se engajar. Não deixa de denunciar injustiças e o racismo. Merece brilhar! Parabéns seleção, parabéns @richarlison97", completou.

Estavam presentes também no CCBB os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Eliziane Gama (Cidadania-MA) e os deputados Wolney Queiroz (PDT-PE), Paulo Teixeira (PT-SP).

Reginaldo Lopes, líder do PT na Câmara, e Antonio Brito (BA), líder do PSD na Casa, acompanharam a partida, assim como o deputado federal eleito, Lindbergh Farias (PT-RJ), e outros integrantes dos grupos de trabalho do governo de transição.