Albon retorna à F1 como piloto da Williams; equipe confirma Latifi

·1 minuto de leitura
Alex Albon após GP em 2020

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - O piloto tailandês Alex Albon, apoiado pela Red Bull, retornará à Fórmula 1 na próxima temporada como piloto da Williams ao lado do canadense Nicholas Latifi, anunciou a equipe com sede no Reino Unido nesta quarta-feira.

Albon, de 25 anos, foi piloto de testes e reserva da Red Bull este ano, enquanto também competia no campeonato alemão de carros de turismo (DTM), após ter sido dispensado pela equipe principal da empresa austríaca de bebidas energéticas no final de 2020.

"Quando você fica um ano fora da F1, nunca é certo que você retornará, então estou extremamente grato à Red Bull e Williams por acreditarem em mim e me ajudarem em minha jornada de volta ao grid", disse o piloto.

O tailandês ocupa o lugar que era de George Russell, um amigo pessoal que está se juntando ao heptacampeão mundial Lewis Hamilton na Mercedes em uma escalação totalmente britânica.

Latifi começará sua terceira temporada como piloto da Williams no próximo ano.

"Estamos extremamente entusiasmados com nossa nova formação, com os dois pilotos trazendo uma grande mistura de juventude e experiência", disse o chefe da equipe da Williams, Jost Capito, em um comunicado.

(Por Alan Baldwin)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos