Alan Kardec rescinde com o Shenzhen FC e deixa a China

·1 min de leitura
Alan Kardec deixa a China após seis anos (Divulgação)


A história de Alan Kardec no futebol chinês começou a ser escrita no segundo semestre de 2016 e, seis anos depois, ela chegou ao fim. O contrato do atacante com o Shenzhen FC foi rescindido após o clube não cumprir com seus compromissos financeiros, possibilitando que o brasileiro solicitasse seu rompimento. Com isso, Kardec fica livre no mercado para acertar com qualquer outro clube.

O Chongqing Lifan – hoje Dangdai – foi o primeiro clube de Kardec em território chinês, onde ficou de julho de 2016 a abril de 2021. Pela equipe, foram 108 partidas e 57 gols, se tornando o maior artilheiro da história do clube. Na sequência, o brasileiro acertou com o Shenzhen FC, entrando em campo 19 vezes e balançando as redes por 12.

Alan Kardec falou sobre a sua saída do Shenzhen e o fim do ciclo no futebol chinês.

- Quando chegou a proposta para jogar no futebol chinês não sabia o que esperar do país. Foram anos importantes para mim, onde o povo chinês, as torcidas, receberam tanto a mim quanto à minha família muito bem. Foi uma experiência que ficará marcada. Infelizmente, minha trajetória aqui está se encerrando da forma que eu não queria, mas, como profissional, me senti desrespeitado e sem outra opção a não ser buscar essa rescisão contratual. Minha história está marcada na China, com gols, números e recordes. Agora é seguir a vida e esperar pelo próximo desafio na minha carreira. Espero que possa já estar em campo o mais rápido o possível - afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos