Alan Costa marca, Vitória vence e elimina o Vasco na Copa do Brasil

Com um gol marcado pelo zagueiro Alan Costa no segundo tempo, o Vitória derrotou o Vasco por 1 a 0, em jogo disputado na noite desta quinta-feira, no Barradão, eliminou o Cruzmaltino, e se garantiu nas oitavas de finais da Copa do Brasil. No jogo de ida, em São Januário, houve empate por 1 a 1.

A eliminação deve complicar ainda mais a situação do técnico Cristovão Borges que já vem sendo bastante contestado dentro do clube carioca por causa do baixo rendimento do Vasco nas últimas partidas.

A partida foi muito movimentada com as duas equipes atuando de forma aberta e proporcionando grandes lances de emoção para a torcida. O Vitória foi superior durante a maior parte do jogo e só não alcançou um resultado mais elástico por causa da grande atuação do goleiro Martín Silva, que salvou o Vasco em diversas oportunidades.

O JOGO

Precisando marcar gols para anular a vantagem do Vitória, o Vasco começou a partida no ataque, com Escudero aberto na esquerda e Nenê flutuando por todo o campo, enquanto Luis Fabiano ficava isolado na frente. Logo aos quatro minutos, o zagueiro Rodrigo sentiu um desconforto na coxa esquerda e precisou deixar o campo, entrando Jomar na zaga.

Aos sete minutos, Geferson cobrou lateral na área do Vasco e Jomar quase marcou contra, ao desviar de cabeça. Quando o Vitória se preparou para cobrar o escanteio, a arbitragem invalidou o lance, alegando irregularidade no arremesso de Geferson.

Os dois times procuravam o gol, mas não conseguiam atacar de forma organizada, facilitando a tarefa dos zagueiros. Aos dez minutos, Patrick foi lançado na corrida, mas Martín Silva saiu com precisão e deu um tapa na bola, evitando a conclusão do jogador baiano.

O Vasco seguia encontrando dificuldades para se armar ofensivamente. Luis Fabiano continuava muito isolado entre os zagueiros baianos e não conseguia receber a bola em condições de finalização.

Aos 23 minutos, Luis Fabiano recebeu na área e tentou a conclusão, mas o chute foi bloqueado pela zaga baiana.

Aos 26 minutos, Kieza arrancou pela esquerda e cruzou. Henrique caiu e a bola bateu no braço, mas o árbitro não marcou o pênalti reclamado pelo time da casa. A resposta do Vasco foi rápida. Guilherme Costa investiu pelo meio e chutou, Fernando Miguel defendeu parclalmente e a bola sobrou para Nenê que chutou cruzado e para fora, quando Luis Fabiano, livre, esperava o passe.

O jogo melhorou de nível e aos 32 minutos, após troca de passes entre David e Gabriel Xavier, a bola foi rolada para José Welison que bateu forte, mas a bola encobriu o travessão cruz-maltino.

Logo depois, o meia Nenê arriscou da intermediária e obrigou o goleiro Fernando Miguel a fazer grande defesa para evitar o primeiro gol da equipe carioca.Aos 38 minutos. Gilberto fez boa jogada pela direita e cruzou para a cabeçada perigosa de Luis Fabiano.

O Vitória criou a primeira grande chance aos 40 minutos quando Cleiton Xavier lançou David que arrancou pelo meio e tocou para Patrick que entrava livre pela esquerda. O lateral tentou encobrir o goleiro do Vasco e mandou para fora.

Vasco sofre gol de zagueiro, se complica e acaba eliminado

Os dois times voltaram sem mudanças para o segundo tempo e muito mais voltados para o ataque. Aos cinco minutos, Alan Costa cruzou e Kieza cabeceou para grande defesa de Martín Silva. Um minuto depois, após cobrança de falta de Nenê explodir na barreira, o Vitória saiu em velocidade e quando Cleiton Xavier tentou colocar Kieza em condições de marcar, Rafael Marques fez o corte e salvou a sua equipe. Logo depois, o time baiano voltou a assustar quando Cleiton Xavier cabeceou com perigo, mas a bola saiu.

Aos 13 minutos, o Vitória marcou o primeiro gol. Após levantamento na área, Gilberto cabeceou mal e a bola sobrou para David na pequena área. Martín Silva ainda salvou com o pé, mas o rebote ficou com Alan Costa que chutou forte para colocar a bola nas redes da equipe carioca.

Só depois de sofrer o primeiro gol é que o técnico Cristovão Borges decidiu tornar a equipe mais ofensiva, trocando o meia Escudero pelo atacante Kelvin. E Kelvin apareceu bem na primeira jogada, batendo forte e assustando o goleiro Fernando Miguel.

Martín Silva voltou a aparecer bem, saindo nos pés de Gabriel Xavier e evitando a conclusão do atacante. Logo depois, o goleiro uruguaio voltou a brilhar, espalmando uma violenta cobrança de falta, executada por José Welison.

O Vasco quase chegou ao empate aos 24 minutos. Nenê levantou na área, Luis Fabiano cabeceou forte e Fernando Miguel fez grande defesa.

A partida ficou emocionante porque o Vasco partiu para frente, enquanto o Vitória tentava aproveitar os espaços para tentar liquidar o jogo. O técnico do Vasco partiu para o tudo ou nada, tirando o volante Jean e colocando Thalles na frente. E na primeira participação, Thalles mandou uma bomba que encobriu a trave de Fernando Miguel.

Nos minutos finais, o Vasco abandonou toda a precaução defensiva e se lançou ao ataque para buscar o empate, enquanto o Vitória tentava se defender de qualquer maneira para manter o resultado.

Aos 46 minutos, no último lance importante do jogo, Martín Silva voltou a aparecer bem e defendeu uma cabeçada de Paulinho, livre na pequena área.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA-BA  1 X 0  VASCO-RJ

Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)

Data: 16 de março de 2017 (quinta-feira)

Horário: 19h30(de Brasília)

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)

Assistentes: Helcio Araujo Neves (PA) e Heronildo Freitas da Silva (PA)

Cartão Amarelo: Alan Costa, Geferson, Fernando Miguel(Vit); Gilberto, Guilherme Costa(Vas)

Gol:

VITÓRIA: Alan Costa, aos 13 minutos do segundo tempo

VITÓRIA: Fernando Miguel, Patric, Kanu, Alan Costa e Geferson; Willian Farias, José Welison, Gabriel Xavier(Cárdenas) e Cleiton Xavier(Paulinho); David e Kieza(André Lima)

Técnico: Argel Fucks

VASCO: Martín Silva, Gilberto, Rodrigo(Jomar), Rafael Marques e Henrique; Jean(Thalles), Douglas Luiz, Guilherme Costa e Escudero(Kelvin); Nenê e Luís Fabiano

Técnico: Cristóvão Borges