Al-Nassr: provável destino de Cristiano Ronaldo já enfrentou Corinthians e Real Madrid no Mundial

Cristiano Ronaldo prometeu se aposentar caso Portugal vença a Copa do Mundo do Catar, no que seria a primeira conquista mundial da seleção. Enquanto o sonho do jogador segue vivo (os lusos enfrentam o Marrocos no próximo sábado pelas quartas do torneio), ele tem o nome especulado em uma série de clubes, entre eles o Al-Nassr, que surge como favorito para assinar com o craque.

O time é um dos maiores vencedores do futebol local, sendo o segundo em títulos do Campeonato Saudita, com sete, atrás apenas do Al-Hilal, que tem 17. No continente, o clube vem em ascensão recente, tendo sido vice-campeão em 1995 e terceiro lugar nas últimas duas edições da Liga dos Campeões da Ásia, em 2020 e 2021.

O clube também participou do Mundial de Clubes de 2000 (após ser convidado por ter vencido a Supercopa da Confederação Asiática de Futebol) representando o continente em detrimento do Jubilo Iwata, campeão da Liga dos Campeões da Ásia no ano anterior.

Naquela edição do torneio, as oito equipes participantes foram divididas em dois grupos com quatro times cada. No grupo do Al-Nassr, estavam Corinthians, Real Madrid e Raja Casablanca, com todas as partidas disputadas no Morumbi, em São Paulo. Na estreia, contra os espanhóis, o clube perdeu por 3 a 1, gols de Anelka, Raúl e do brasileiro Sávio para os merengues, e Al Husseini descontou.

A equipe se recuperou no jogo seguinte, quando venceu o Raja Casablanca por 4 a 3. Mas nova derrota na rodada final eliminou o clube na primeira fase. Novamente no Morumbi, Ricardinho e Rincón marcaram os gols que garantiram a vitória por 2 a 0 do Corinthians, que se sagraria campeão, após vencer o Vasco na grande final por 4 a 3 nos pênaltis, depois de empate sem gols no tempo normal.

Segundo o jornal espanhol “Marca”, o português aceitou a oferta do clube da Arábia Saudita, com contrato para duas temporadas e meia, a partir do início de janeiro. O salário promete abalar as estruturas do futebol: o gajo receberia cerca de 200 milhões de euros (1,1 bilhão de reais) por temporada, vencimento quase três vezes maior que os de Messi e Neymar no PSG.

Aos 37 anos, o atacante iria para o quinto clube da carreira. Revelado pelo Sporting, de Portugal, ele passou por Manchester United (duas vezes), Real Madrid e Juventus. Ele é o maior artilheiro da história do futebol em jogos oficiais, com 819 tentos em 1145 partidas.

O Al-Nassr é treinado pelo francês Rudi Garcia e tem em seu elenco nomes como o goleiro Ospina, os brasileiros Luiz Gustavo e Anderson Talisca e o atacante camaronês Vincent Aboubakar, destaque dessa Copa do Mundo.