Aké, da Holanda, lamenta ausência de Sadio Mané, de Senegal, na Copa: 'Grande falta para o torneio'

Aké, da Holanda, lamentou ausência de Mané e projetou estreia na Copa do Mundo (Foto: ALBERTO PIZZOLI / AFP)


A Copa do Mundo do Qatar terá uma ausência importante. Sadio Mané, do Senegal, que foi eleito o segundo melhor jogador do mundo em 2022, se machucou e foi cortado do Mundial. Na segunda, os senegaleses medirão forças com a Holanda, às 13h, no estádio Al Thumama. O zagueiro Nathan Aké lamentou a ausência do atacante.

- Eu acho que não só ele, mas todos. As lesões são obviamente uma negativa para a Copa do Mundo. Acho que a Copa do Mundo é para esses tipos de jogadores. Acho que todos querem ver esse tipo de jogadores no torneio. Então, não é uma coisa boa e nunca é uma coisa boa ver alguém se machucar, então será uma grande falta para o torneio - avaliou Aké.

+ Confira e simule a tabela da Copa do Mundo do Qatar

O atacante lesionou a fíbula da perna direita atuando pelo Bayern de Munique e foi cortado na última quinta. Com isso, o clube bávaro informou que Mané passou por cirurgia bem-sucedida, em que "um tendão foi recolocado na cabeça de sua fíbula direita".

Aké projetou o duelo contra Senegal e ressaltou que acredita que será um confronto complicado na estreia da Holanda na Copa do Mundo.

+ Blind, da Holanda, relembra favelas do Brasil ao citar operários do Qatar: 'Era muito confrontador'

- Eu acho que vai ser um jogo muito difícil, que tem muitos jogadores fortes, uma força impressionante. Muito poderoso. (...) eles são muito bons. A partir de agora vamos analisá-los e ver como vamos jogar contra eles. Com certeza vamos conversar muito - finalizou.