Após tropeços em casa, Chape visita Nacional-URU pressionada

Montevidéu, 26 abr (EFE).- Depois de ter somado apenas um ponto em seis disputados em casa nas duas últimas rodadas, a Chapecoense enfrentará o Nacional nesta quarta-feira no estádio Gran Parque Central, em Montevidéu, e precisará ao menos de um empate para não ver sua situação no grupo 7 da Taça Libertadores ficar ainda mais complicada.

Depois de ter vencido o Zamora como visitante na estreia, a Chape perdeu para o Lanús de virada e empatou com o próprio Nacional, em jogos disputados na Arena Condá. Com isso, é a terceira colocada da chave, com quatro pontos. O 'Granate' é líder, com sete, enquanto o atual campeão uruguaio é segundo, também com quatro, mas saldo de gols melhor. O representante da Venezuela é lanterna, com apenas um.

O time catarinense entrará em campo descansado, já que Vagner Mancini poupou boa parte dos titulares na derrota para o Criciúma por 1 a 0 no último sábado, pelo Campeonato Catarinense. O técnico se deu a esse luxo porque o Verdão do Oeste já havia assegurado o título do segundo turno de maneira antecipada.

Com os jogadores descansados e sem baixas por lesão, Mancini provavelmente repetirá os 11 titulares do empate com o Nacional em 1 a 1 no último dia 18.

"Talvez a gente tenha de ir para uma guerra, então já estou preparando meu time para um jogo de muita força física, muito jogo aéreo, disposição o tempo todo e muita marcação. Sem deixar de jogar futebol", declarou o treinador da Chapecoense, segundo o site oficial do clube.

No Nacional, o técnico Martín Lasarte tem duas dúvidas: uma na lateral direita e outra na zona central do meio-campo. Na ala Fucile, ex-Santos, se recuperou de lesão e disputa posição com Otálvaro, que começou jogando em Santa Catarina. No meio, Arismendi cumprirá suspensão e dará lugar a Gonzalo Porras ou Rodríguez.

"A Chapecoense é uma equipe com bons valores individuais. Na hora de marcar, também é forte. Vai ser um jogo parecido com a de Chapecó. É o adversário direto para passar de fase", comentou o zagueiro Polenta, capitão do 'Tricolor'.


Prováveis escalações:.

Nacional: Conde; Otálvaro (Fucile), García, Polenta e Espino; Romero, Rodríguez (ou Porras), González e Ramírez; Silveira e Aguirre. Técnico: Martín Lasarte.

Chapecoense: Artur Moraes; Apodi, Luiz Otavio, Nathan e Reinaldo; Andrei Girotto, Luiz Antonio e João Pedro; Rossi, Arthur e Wellington Paulista. Técnico: Vágner Mancini.

Árbitro: Eber Aquino (Paraguai), auxiliado pelos compatriotas Rodney Aquino e Dario Gaona.

Estádio: Gran Parque Central, em Montevidéu. EFE