Airton cita dificuldade de atuar na grama sintética: 'Não temos o hábito'

Airton falou no desembarque no Rio de Janeiro (Foto: Luiza Sá)

Airton cita dificuldade de atuar na grama sintética: 'Não temos o hábito'

Airton falou no desembarque no Rio de Janeiro (Foto: Luiza Sá)


A grama sintética segue sendo alvo de reclamação por parte do Fluminense. Após Júlio César, Ayrton Lucas e Marcelo Oliveira se manifestarem, foi a vez de Airton falar sobre o assunto. No desembarque da delegação ao Rio de Janeiro, o volante falou da dificuldade de atuar no local, mas virou a chave para o duelo contra o Sport, no próximo domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

- Tivemos dificuldades com a grama sintética, mas sabemos que não tem nada perdido. Dia 28, diante do nosso torcedor, vamos buscar a classificação. A gente sabe que precisa jogar o Brasileiro. Jogamos contra o Sport, domingo, e vamos buscar os três pontos para pode pensar no Atlético mais na frente - declarou, antes de completar:

- Nosso time tem alguns jovens e outros mais experientes. Falamos depois do jogo que podemos reverter. É mais complicado no campo sintético. Eles sempre estão jogando lá, treinam e contra nós, que não temos o hábito, eles se aproveitam.

Apesar do resultado, Airton manteve a confiança na classificação na Copa Sul-Americana. A partida de volta está marcado para o próximo dia 28 e o Fluminense precisa vencer por três gols para avançar. O volante cita a classificação contra o Nacional (URU) como exemplo para se motivar.

- Com certeza será diferente em casa. Como eles fizeram 2 a 0 lá, temos condições de reverter isso aqui no Maracanã. Foi assim contra o Nacional. Chegamos lá precisando do resultado e jogamos muito bem. Contra o Atlético, com a torcida, não será diferente.









Leia também