Ainda vivo! Palmeiras vence o Santo André e aumenta chances de classificar no Paulistão

Rafael Marson
·4 minuto de leitura


Em partida válida pela décima rodada do Campeonato Paulista 2021, o Palmeiras superou o Santo André, no Canindé, por 1 a 0, com gol de Gustavo Scarpa. O próximo compromisso do Verdão no estadual é um clássico contra o Santos, quinta-feira (6), às 21h. No mesmo horário, o Ramalhão visita o Mirassol.

Rubro-negros enaltecem Pedro e Michael após vitória diante do Volta Redonda

A vitória recoloca os comandados de Abel Ferreira na briga por uma vaga nas quartas de final do Campeonato Paulista. Com a derrota do Novorizontino, o Palmeiras precisa tirar três pontos do Novorizontino, segundo colocado do Grupo C, nas últimas duas rodadas. A equipe treinada por Márcio Fernandes segue um ponto da zona do rebaixamento.

COMEÇO MORNO

O jogo iniciou em ritmo lento. O Palmeiras trocava passes, especialmente entre os zagueiros, e tentava achar espaços na defesa do Santo André, que se organizava em blocos baixos e ameaçava pressionar o adversário.

Ambas equipes erravam demasiados passes e não conseguiam dar sequência no ataque.

BRILHA A ESTRELA DE SCARPA

A primeira chance de gol veio aos 19 minutos. Em cobrança de lateral, a zaga do Ramalhão se atrapalhou e a bola se ofereceu a Rafael Elias na direita. Ele cruzou na área para Giovani. O atacante se esticou mas não alcançou a bola.

O Verdão, que dominava a posse de bola, abriu o placar no minuto seguinte. Após disputa no meio-campo, Gabriel Menino deu um bico para frente. Giovani ganhou na casquinha, Scarpa venceu o defensor e chutou forte contra a meta de Fernando Henrique, fazendo o primeiro gol.

RESPOSTA DO RAMALHÃO

A equipe mandante não se acuou com o gol sofrido e chegou com perigo aos 26. Ramon recebeu lançamento da zaga e invadiu a área pela esquerda. Jaílson saiu do gol e acabou driblado. Com pouco ângulo, o atacante finalizou, e o arqueiro fez a defesa. No escanteio, Minho ficou com a sobra e soltou uma pancada, mas a bola foi em cima de Jailson.

A primeira etapa terminou com polêmica. Fernando Henrique dividiu com Rafael Elias na área. Os palmeirenses ficaram na bronca com o árbitro Thiago Luis Scarascati, que não deu a penalidade e não recebeu a orientação de ir ao monitor consultar o lance.

VERDÃO VAI CONSEGUIR A VAGA? VEJA TABELA ATUALIZADA DO PAULISTÃO

MUDANÇAS E NOVA POSTURA

Na volta do intervalo, ambos técnicos modificaram suas equipes. Enquanto Abel Ferreira colocou Zé Rafael no lugar de Scarpa, Márcio Fernandes trocou Tiago Marques por Victor Rangel.

O Santo André passou a pressionar mais a saída de bola do Verdão e teve a primeira chance da segunda etapa. Aos 5, Lucas Mendes cruzou pela direita e Minho sobiu no meio da zaga, mas cabeceou para fora.

FESTIVAL DE LAMBANÇAS

No decorrer do segundo tempo. o Ramalhão passou a ser mais ativo no ataque, e só não empatou pois Jaílson consertou uma falha com um milagre. Caio Rangel e Jailson rebateu para o meio da área. Ramon aproveitou o rebote e, da pequena área, finalizou. O goleiro palmeirense saltou e fez ótima defesa.

A equipe mandante flertava com o empate, mas quase levou mais um. Rafael Elias aproveitou desatenção de Rodrigo, roubou a bola do zagueiro e ficou apenas com o goleiro, que defendeu. No rebote, Newton tentou de bibicleta, mas mandou para fora.

Nos últimos minutos, Viña não afastou bem e a bola sobrou para Rone. De fora da área, ele chutou forte, e Jaílson fez outra importante defesa, garantindo os três pontos para o Palmeiras no Canindé.

FICHA TÉCNICA
Santo André 0 x 1 Palmeiras - Campeonato Paulista


Data: 2 de Maio de 2021, domingo
Horário: 20h (horário de Brasília)
Local: Estádio Dr. Oswaldo Teixeira Duarte, Canindé, em São Paulo.
Árbitro: Thiago Luis Scarascati
Assistentes: Miguel Caetano Ribeiro da Costa e Leonardo Tadeu Costa
VAR: Vinicius Furlan, Marco Antônio de Andrade Motta Júnior e Carlos Augusto Nogueira Junior

GOLS: Gustavo Scarpa (20 ’1ºT) (0-1)
Cartões amarelos: Caio Rangel (STA); Matías Viña, Henri e Jaílson (PAL)
Cartão vermelho: -

SANTO ANDRÉ (Técnico: Márcio Fernandes)
Fernando Henrique, Lucas Mendes, Willian Goiano, Rodrigo e Bruno Santos; Vitinho Schmith (Rone, 32/2ºT), Philippe Guimarães, Minho (Rafael Vinícius, 15/2ºT), Gegê e Ramon; Tiago Marques (Victor Rangel, 1/2ºT) (Marino, 32/2ºT)

PALMEIRAS (Técnico: Abel Ferreira)
Jaílson; Gustavo García, Henri e Vanderlan; Gabriel Menino (Marcelinho, 42/2ºT), Fabinho (Esteves, 23/2ºT), Pedro Bicalho, Gustavo Scarpa (Zé Rafael, 1/2ºT) e Matías Viña; Giovani (Newton, 15/2ºT) e Rafael Elias (Gabriel Silva, 42/2ºT)