"Ainda há o que melhorar", mas Ocon celebra volta à F1 em teste: "Ótima sensação"

Redação GP

Esta terça-feira (3) marcou o retorno de um piloto a um cockpit da Fórmula 1 - sim, mesmo dois dias após o encerramento da temporada 2019. Esteban Ocon, enfim, pôde pilotar um carro da Renault durante os testes da Pirelli em Abu Dhabi.

Foram 77 voltas e o oitavo melhor tempo, com 1min39s962, mas isso foi o de menos para o francês. O que importou, de fato, foi a chance de oficialmente voltar à categoria.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Esteban Ocon vai ser o novo piloto da Renault (Foto: Renault)

Paddockast # 44

RETROSPECTIVA 2019: MUITO QUE BEM, MUITO QUE MAL


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM





"Foi um dia bastante animador", comentou Ocon após os testes. "Comecei a entender como nosso carro funciona e cheguei mais perto de seu limite a cada volta que dei."

"Foi uma ótima sensação estar de volta a um volante de Fórmula 1. A equipe me deu um caloroso apoio de boas-vindas. As primeiras impressões foram boas, foi bom poder testar os pneus de 2020, mas ainda há o que melhorar", continuou.

Ele está escalado para o segundo dia de testes, na próxima quarta-feira: "Temos uma base sólida para amanhã e estou ansioso para isso", completou Ocon.


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo


O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.


Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.








Leia também