Ainda dá? Veja o aproveitamento do Vasco contra os próximos adversários no primeiro turno da Série B

·3 min de leitura


Depois dos últimos resultados, o Vasco se complicou na tabela e precisa fazer uma reta final perfeita de Série B. A equipe não soube aproveitar duas rodadas com tropeços dos adversários e segue a sete pontos do pelotão de frente. No primeiro turno, o Cruz-Maltino conquistou apenas 50% dos pontos (9 dos 18 disputados) nas últimas seis rodadas, o que praticamente confirmou a irregularidade e abreviou a passagem de Lisca pelo clube.

Com Diniz, o time teve um bom início e chegou a ficar cinco jogos sem ser derrotado. No entanto, as duas últimas atuações não foram boas e o revés para o CSA frustrou a torcida. O comandante sabe que a situação é difícil, porém ainda matematicamente possível. Serão três jogos em São Januário, com a presença da torcida, e três distante do Rio de Janeiro. O time sonha em somar o número mágico de 64 pontos (atualmente tem 47).

+ Confira e simule a tabela da série B do Campeonato Brasileiro

Ao olhar para trás, o Vasco goleou o Guarani por 4 a 1, na estreia de Lisca, em São Januário. Na época, o resultado animou a torcida com o início do trabalho do comandante gaúcho. Mas logo a animação se transformou em críticas, já que o time jogou mal e foi derrotado no clássico para o Botafogo, por 2 a 0 , no Nilton Santos.

Com uma campanha irregular, o Gigante da Colina conseguiu duas vitória pelo placar mínimo sobre Vitória e Vila Nova. Sob um dilúvio no Barradão, Sarrafiore fez o gol salvador que acrescentou mais três pontos aos cariocas na tabela. Na Colina Histórica, Léo Jabá marcou, e a equipe conseguiu a segunda vitória seguida, dessa vez sobre os goianos.

Ao visitar o Remo, a gangorra voltou a aparecer, e o Vasco simplesmente não viu a cor da bola no Baenão. Os paraenses venceram por 2 a 1 e reagiram na tabela, estagnando os cariocas, que mais uma vez desperdiçaram a chance de entrar no G4. Foi assim durante toda campanha, até o momento, com tropeços em momentos cruciais.

+ Defesa vulnerável e falhas constantes: Vasco já levou gol em 75% dos jogos da Série B do Brasileirão

Por fim, na última rodada, Lisca tinha em campo os medalhistas olímpicos Lucão e Ricardo Graça. Vanderlei, titular na época, havia sido expulso contra o Remo. Mas o que o comandante não contava é que os dois fossem cometer falhas e fazer os três pontos escaparem entre os dedos. Um virada em São Januário, e um final de turno melancólico para quem goleou na estreia.

Quatro rodadas depois, Lisca pediu demissão, e Fernando Diniz assumiu com a missão de recolocar o Vasco na elite do futebol brasileiro. Após nove jogos (4 vitórias, 3 empates e 2 derrotas), a diferença para o G4 é de sete pontos. Com o empate do Goiás contra a Ponte Preta, a diferença pode diminuir. O CRB também ainda entra em campo na rodada e pode igualar o número de pontos do Esmeraldino.

+ Reta final da Série B e clássico com o Botafogo em São Januário: confira a agenda do Vasco em novembro

Em suma, em caso de vitória, o Vasco pode diminuir a diferença para quatro pontos, independente do resultado entre a equipe alagoana e o Sampaio Corrêa, no Rei Pelé. A realidade é que o time da Cruz de Malta tem que vencer os seus jogos. De nada adianta a configuração da tabela ser favorável, se não fizer o dever de casa. Uma tarefa árdua, porém ainda possível se o time for certeiro nesta reta final.

Veja o aproveitamento do Vasco contra os próximos adversários no primeiro turno da Série B

24/07 - Vasco 4 x 1 Guarani
31/07 - Botafogo 2 x 0 Vasco
07/08 - Vitória 0 x 1 Vasco
10/08 - Vasco 1 x 0 Vila Nova
13/08 - Remo 2 x 1 Vasco
18/08 - Vasco 1 x 2 Londrina

Aproveitamento: 3 vitórias, 0 empate e 3 derrotas (50%), 8 gols feitos e 7 sofridos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos