Ainda criança, Rebeca foi entrevistada após treino com Daiane e Laís: “Estavam me ensinando”; assista

·2 minuto de leitura
Rebeca fez história nesta quinta-feira - Foto: Reuters/Dylan Martinez
Rebeca fez história nesta quinta-feira - Foto: Reuters/Dylan Martinez

Rebeca Andrade fez história e conquistou nesta quinta-feira, em Tóquio, a primeira medalha olímpica do Brasil na ginástica artística feminina. A atleta paulista de 22 anos colocou no pódio uma modalidade que deu ao país nomes como os de Daiane dos Santos, Laís Souza, Daniele Hypólito, Jade Barbosa, entre outros.

Rebeca ainda engatinhava na ginástica quando teve seu caminho cruzado por duas destas ginastas. Natural de Guarulhos, na Grande São Paulo, ela viu Daiane e Laís irem à cidade participar de um treinamento em 2009, justamente no ginásio onde ela dava seus primeiros saltos.

Leia também:

Em meio a tantas outras crianças, que acompanhavam de perto os grandes nomes da ginástica brasileira na época, Rebeca foi escolhida por uma rede de televisão local para dar entrevista e relatar a experiência.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A garotinha, com os olhos brilhando pela oportunidade de conhecer duas de suas inspirações, contou como foi participar de um treino com as ginastas. “Às vezes, eu não estava conseguindo fazer alguma coisa e elas estavam me ensinando”, disse.

Passados 12 anos, o caminho de Rebeca e Daiane cruzaram-se mais uma vez nesta quinta. Enquanto a agora ginasta profissional fazia história em Tóquio, o grande nome da modalidade no país nos anos 2000 comentava seu desempenho na TV Globo.

Daiane abandonou a ginástica profissional em 2012, após participar, em Londres de sua terceira Olimpíada. Já Laís deixou o esporte após sofrer um acidente que a deixou tetraplégica em 2014, quando treinava para competir no esqui nos Jogos Olímpicos de Inverno daquele ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos