Agente de Verratti nega que jogador curtiu festa antes da eliminação

Após a goleada sofrida por 6 a 1 pelo Barcelona nas oitavas de finais da Liga dos Campeões, começaram a pipocar polêmicas na imprensa sobre o elenco do Paris Saint-Germain. A mais repercutida foi a suposta participação de Marco Verratti e Blaise Matuidi a uma festa de uma fornecedora de materiais esportivos na segunda-feira antes da partida.

Donato di Campli, agente de Verratti, saiu em defesa do italiano e negou ao canal "PremiumSport" a ida do meia para uma boate em Paris, às vésperas da decisão contra o Barcelona.

- Ele (Verratti) está enojado com a imprensa francesa, que deviam beijar seus pés por jogar no PSG. Não está chateado com o clube nem com os torcedores, que sempre o defenderam. Ele tem contrato até 2021 e o PSG quer seguir fazendo uma grande equipe. Mas, também é certo que meu telefone nunca parou de tocar e acontecem coisas e mais coisas como essas e temos que refletir. - Falou o agente do meia.

Di Campli também garantiu que o meia irá entrar com um processo na justiça contra o L'Équipe. Além disse, o empresário do italiano não garante a presença do jogador no PSG e sinaliza a saída do craque.

- Marco está muito bravo. O que escreveram é uma absoluta loucura, pura invenção. Pedimos uma retificação, mas não chegou. Iremos aos tribunais para exigir uma compensação por danos à sua imagem e que se diga a verdade. -
completou o empresário de Verratti.

A festa teve a participação da estrela Rihanna, além de modelos internacionais e atrizes, como a inglesa Cara Delevingne e a mexicana Salma Hayke, que estavam presentes no evento de comemoração da nova linha de roupas da cantora com a marca esportiva Puma.











E MAIS: