Carrasco de Medina já sofreu acidente e teve de reaprender a andar

·1 minuto de leitura
Owen Wright sofreu lesão cerebral em 2015 e teve de reaprender a andar (Foto: Ryan Pierse/Getty Images)
Owen Wright sofreu lesão cerebral em 2015 e teve de reaprender a andar (Foto: Ryan Pierse/Getty Images)

Derrotado na semifinal por Ítalo Ferreira, Owen Wright conseguiu se recuperar e superar Gabriel Medina na disputa pelo bronze. O australiano, que tem uma história de vida espetacular coroou sua bela trajetória com uma medalha nos Jogos de Tóquio

O ano era 2015 e Owen tinha uma carreira extremamente promissora. Vinha de bons resultados, notas perfeitas... E aí sofreu um baque. Ele estava treinando para o torneio do Havaí quando foi atingido por uma onda e derrubado da prancha. Tinha hemorragia, inchaço no cérebro e diagnóstico de lesão traumática.

Leia também:

"Uma onda quebrou na minha cabeça e me sacudiu tanto que eu meio que perdi os meus sentidos. Foi um longo caminho de volta a partir daí. Me disseram que tudo ainda está lá (no meu cérebro), é só reconectar esses padrões cerebrais", disse Owen à BBC.

As consequências foram instantâneas. Apesar de não ver as lesões e de insistir na vida normal como se estivesse tudo bem, Owen sofria: primeiro por não aceitar as consequências daquilo e segundo porque ele próprio continuava tentando surfar embora não conseguisse sequer caminhar dentro de casa.

Pela insistência e força de vontade, Owen voltou a competir 15 meses depois do acidente, em 2017. Ele venceu o Quiksilver Pro Gold Coast logo no retorno. Ainda hoje, o australiano sofre as consequências da lesão e precisa de cuidados especiais para continuar competindo. 

"Adoro conquistar coisas no esporte e senti que não fui capaz de alcançar o que gostaria (depois da lesão). Ser selecionado para as Olimpíadas foi, assim, uma vitória pessoal", contou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos