Adversário enaltece habilidades de 'Jacaré': "Graças a Deus não será uma luta de jiu-jitsu

Invicto desde 2014, Robert Whittaker terá o maior desafio de sua carreira no UFC Kansas City, evento que será realizado no próximo sábado (15), quando enfrentará Ronaldo ‘Jacaré’ em um combate que pode definir o próximo da fila em uma disputa de cinturão – já que Michael Bisping, campeão peso-médio (84 kg) do Ultimate, está escalado para lutar contra ‘GSP’. No entanto, o próprio neozelandês reconheceu a capacidade de seu adversário e agradeceu por não se tratar de um combate de jiu-jitsu.

O receio de Whittaker em medir forças no chão com o brasileiro pode ser explicado pelo fato de Jacaré ter sido campeão mundial de jiu-jitsu na categoria absoluto por duas vezes – nos anos de 2004 e 2005 –  e considerado um dos melhores do esporte na época. Mas, apesar de enaltecer a capacidade do ex-campeão do Strikeforce, ele também lembrou de suas habilidades e garantiu que seu adversário não terá vida fácil no próximo sábado.

“Ele bate como um caminhão e possui um jiu-jitsu praticamente legendário. Graças a Deus [nosso combate] não será uma luta de jiu-jitsu. Nós iremos para lá, começaremos em pé e será uma luta. Acho que tenho mãos superiores, possuo uma movimentação realmente boa, sou muito rápido e bato forte. Se ele conseguir passar por isso, mérito dele”, relatou em entrevista em vídeo ao site MMA Junkie.

Além de ressaltar a superioridade do brasileiro na arte suave, o neozelandês garantiu que Ronaldo Jacaré merece todo seu respeito. E, na tentativa de conquistar sua sétima vitória consecutiva no octógono, Whittaker frisou que seu foco está voltado para o combate contra o bicampeão mundial absoluto de jiu-jitsu no UFC Kansas City, show que será realizado no estado de Kansas (EUA).

“Meu [pensamento sobre] futuro não vai além do Jacaré. Se eu fosse olhar depois dele estaria o desrespeitando, e ele é um lutador que eu não gostaria de desrespeitar. […] Realmente espero poder dar o meu máximo contra ele”, completou.