San Antonio Spurs é surpreendido em casa e perde para Portland Trail Blazers

Redação Central, 15 mar (EFE).- O San Antonio Spurs foi surpreendido e perdeu, na noite de quarta-feira, para o Portland Trail Blazers, no AT&T Center, por 110 a 106, pela temporada 2016-2017 da NBA.

Com o resultado, os Spurs deixaram o Golden State Warriors na liderança da Conferência Oeste. O principal nome da franquia texana foi Kawhi Leonard, com 34 pontos.

Pelo lado dos Blazers, que conquistaram a 30ª vitória, Damian Lillard fez 36 pontos, terminando o duelo como cestinha. Outro destaque da equipe foi CJ McCollum, com 26 pontos.

No Palace of Auburn Hills, o Utah Jazz visitou o Detroit Pistons e venceu o confronto por 97 a 83.

O cestinha foi Gordon Hayward, do Jazz, com 25 pontos. George Hill foi outro destaque do time, marcando 17 pontos. Já o brasileiro Raulzinho ficou em quadra por 7min03, sem pontuar.

O Chicago Bulls recebeu o Memphis Grizzlies no United Center e foi derrotado pelo placar de 98 a 91.

Mike Conley, dos Grizzlies, foi o cestinha da partida com 27 pontos. Pelo lado dos Bulls, o principal pontuador foi Rajon Rondo, com 17. O brasileiro Cristiano Felício atuou por 23min58, fazendo dois pontos, dois rebotes e duas assistências.

Na Talking Stick Resort Arena, o Phoenix Suns recebeu o Sacramento Kings e foi derrotado por 107 a 101.

Skal Labissiere, dos Kings, foi o cestinha e dono de um duplo-duplo, fazendo 32 pontos e 11 rebotes. Willie Cauley-Stein também fez um duplo-duplo, marcando 14 pontos e 11 rebotes.

Nos Suns, TJ Warren foi o principal pontuador, com 24 cestas. O brasileiro Leandrinho Barbosa esteve em quadra por 9min36, fazendo quatro pontos, dois rebotes e uma assistência.

Em um confronto equilibrado até o último segundo, o Milwaukee Bucks venceu o Los Angeles Clippers por 97 a 96, no Staples Center.

Com um duplo-duplo, DeAndre Jordan, dos Clippers, foi o destaque individual do jogo, fazendo 22 pontos e 17 rebotes. Nos Bucks, os principais nomes foram Giannis Antetokounmpo e Khris Middleton, com 16 pontos cada. EFE