Adriane Galisteu revela que Ayrton Senna não realizou o sonho de sua vida: 'Morreu sem conhecer'

·1 minuto de leitura


Nesta quinta-feira (26), em entrevista ao vivo no OtaLab, programa apresentado por Otaviano Costa, Adriane Galisteu reviveu memórias do relacionamento com Aryrton Senna, que morreu aos 34 anos em um acidente no circuito de Ímola, na Itália. A atriz e o piloto ficaram juntos por um ano e meio, de 1993 até o dia da morte de Senna, em 1 de maio de 1994.
+ Veja a posição do seu time no Brasileirão

Recentemente, a atriz já havia revelado o destino do Fiat Uno que ganhou de presente de Ayrton Senna enquanto os dois namoravam. Dessa vez, ela contou que o sonho do lendário piloto brasileiro era mais simples do que muitos pensam: conhecer os parques de diversão da Disney.

- Morreu sem conhecer a Disney, que era o sonho da vida dele - disse Adriane Galisteu, que chegou a visitar o local pouco tempo após a morte de Senna.

A apresentadora também revelou que a primeira vez que o tricampeão de automobilismo realizou uma viagem de férias foi com ela. Juntos, conheceram o Taiti.

- Ele nunca tinha tirado férias. Ele vivia para io trabalho dele e nas férias vinha para Angra (dos Reis, no litoral do Rio), que ele adorava. Saía do circuito da Europa e vinha para Angra - lembrou.

Adriane Galisteu e Ayrton Senna foram um dos mais badalados casais do início da década de 90. Em 1994, após a morte do piloto, a então modelo publicou um livro sobre o tempo em que conviveu com o , chamado Caminho das Borboletas

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos