'Adorei ver o Flamengo se lascando', diz presidente do Galo com eliminação Rubro-Negra da Liberta

Valinor Conteúdo
·2 minuto de leitura

Após compartilhar uma postagem de um torcedor do Atlético-MG zoando o Flamengo pela eliminação na Libertadores, quando foi derrotado nos pênaltis para o Racing a última terça-feira, o presidente do Galo, Sérgio Sette Câmara, reforçou sua posição de torcedor ao enfatizar que torce contra mesmo o time carioca.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Em entrevista à Rádio da Massa, Sette Câmara brincou que a mensagem compartilhada havia sido feita pelo "estagiário", para em seguida lembrar da rivalidade e assumir que não nutre qualquer constrangimento quando o assunto é “secar” o rival.

Leia também:

- Na verdade, torço contra mesmo e adorei ver o Flamengo se lascando. Pronto. Eu sou um atleticano de quatro costados. Claro que às vezes muda o perfil, terno e gravata e tal. Estou doido pra usar meu tênis, uma bermuda, camisa do Galo, e poder ir num jogo, tomar uma cerveja com os amigos, sair de lá ouvindo rádio, comer pipoca. Isso é bom demais. Ficar vestido de cartola é um saco. Eu tenho 55 anos. Como todo atleticano da minha idade, passamos muita raiva com esse pessoal do Flamengo, a verdade é essa. Fomos muito prejudicados pela arbitragem em jogos contra o Flamengo. Você ver hoje o Zé Roberto Wright dentro da CBF, pra mim é uma ofensa-disse o dirigente.

José Roberto Wright gera um ranço no atleticano pois esteve no apito da polêmica partida entre Galo e Flamengo de 1981 pela Libertadores, no Serra Dourada, valendo vaga nas semifinais da competição em que o Fla seria campeão daquele ano.

Wright expulsou cinco jogadores do Atlético, o que tornou a partida inviável para os mineiros, que foram eliminados. O jogo ainda gera comoção nos alvinegros e recentemente Wright reviu o duelo em uma simulação de como seria o jogo com o VAR e reafirmou que faria as mesmas coisas. o

Sérgio Sette Câmara aproveitou para tirar “onda” com o Rubro-Negro, pois o Galo venceu os pultimos confrontos.

- No ano passado, ganhamos uma e perdemos outra no Brasileirão. Neste ano ganhamos as duas partidas deles, sendo uma de goleada. Estão fora da Copa do Brasil, fora da Libertadores, é nosso grande adversário no cenário nacional. Pelo menos da minha geração, sempre foi. Estou saindo, né, amigo? Não vou perder uma oportunidade dessa de deixar um recadinho pra quem tanto pegou no nosso pé e levou título nosso na mão grande - concluiu.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos