Adidas se posiciona após críticas por almoço de CEO da marca com Bolsonaro

LANCE!
·1 minuto de leitura


Flávia Bittencourt, presidente da Adidas no Brasil, esteve em um almoço realizado na última sexta-feira com a presença de Jair Messias Bolsonaro. Ao lado do político e cerca de 50 empresárias, todos sem máscara, a executiva posou para a foto divulgada nas redes. Com a repercussão negativa e críticas, a multinacional emitiu um comunicado para se posicionar.
+ Confira a classificação dos grupos da Libertadores

De acordo com a nota emitida pela empresa sobre a presença da CEO no evento, o encontro contou com discussões sobre temáticas defendidas pela presidente e pela marca, entre eles, a "equidade de gênero e a maior participação das mulheres nos setores públicos e privados".

Entretanto, ainda no comunicado, a multinacional alemã afirma que, apesar da presença, "qualquer posicionamento político da companhia" não seria representado, uma vez que seria "apartidária" nos países onde está presente.

Com a presença da primeira-dama Michelle Bolsonaro, o encontro foi em local fechado e sem diretrizes de combate à pandemia eficazes, visto que não havia distanciamento social e uso de máscaras. Em um cenário de crescimento do vírus no Brasil, o encontro foi alvo de críticas.

Confira a nota da Adidas Brasil:

- A adidas esclarece que a participação de Flávia Bittencourt no almoço que contou com a presença de membros do Governo Federal teve como objetivo participar de discussões relevantes para a sociedade. Na pauta, dentre os principais assuntos propostos figuraram a equidade de gênero e a maior participação das mulheres nos setores públicos e privados, temas que há muito fazem parte das causas defendidas pela executiva. Reforçamos ainda que a presença da executiva no evento não representa qualquer posicionamento político da companhia, que possui uma visão apartidária em todos os países em que atua - publicou a empresa.