Adebayor deixa o Olimpia: quatro jogos, nenhum gol e um 'gostinho' de Libertadores

Goal.com

A contratação mais extravagante do futebol paraguaio será marcada apenas por isso, sem conseguir provar seu valor dentro de campo. Emmanuel Adebayor deixa o Olimpia após somente cinco meses e quatro jogos disputados, sem conseguir balançar as redes em nenhuma oportunidade.

Foram dois jogos como titular e outros dois entrando no decorrer da partida. O máximo que Adebayor fez foi receber um cartão vermelho direto na partida entre seu time e o Defensa y Justicia-ARG na Libertadores. Ele estaria suspenso do jogo entre Santos e Olimpia, pela terceira rodada da fase de grupos.

À rádio AM650 de Assunção, Miguel Brunotte, tesoureiro do clube, afirmou que a rescisão ainda não foi formalizada, mas "pode acontecer amanhã". "O departamento jurídico do clube já está trabalhando para arrumar a papelada." O contrato do jogador era válido até o fim de 2020.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Adebayor ficou envolvido em uma polêmica logo no início da pandemia da Covid-19, quando voltou para o Togo, seu país natal, sem o consentimento do Olimpia, que estipulou a volta do atacante até esta terça-feira, 30 de junho. Porém, o jogador não conseguiu voos para a América do Sul.

Assim, se encerra a passagem de Adebayor pelo Olimpia após muita expectativa, 216 minutos em campo e um cartão vermelho.

Leia também