Adaptado ao Rio, Montillo fala sobre Camilo e pede vitória dentro de casa

Vinícius Britto
O meia Montillo tem 33 anos e apareceu em apenas 17 partidas esse ano (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Um dos jogadores do elenco alvinegro com maior experiência na competição, Montillo deu a receita para o Botafogo conseguir avançar em meio a um grupo complicado como o A: fazer o dever de casa. Até por isso, o compromisso desta terça-feira, contra o Estudiantes-ARG, ganha contorno ainda maior de decisão.

- Talvez no final da fase de grupos você possa até pensar em um empate, dependendo dos resultados anteriores. Mas no começo tem que ganhar. Vamos jogar o primeiro em casa e depois dois jogos fora. Estamos preparados para enfrentar qualquer time e sempre vamos trabalhar para ganhar, mas quem garante que vamos conseguir bons resultados lá? Em casa, temos que ser fortes. Para se classificar na fase de grupos tem que vencer em casa - disse o camisa 7 durante coletiva na manhã deste sábado, no Nilton Santos.

Para vencer o adversário, o argentino sabe que será importante a sua dupla com Camilo no setor de meio-campo. Até por isso, Montillo planeja ter maior entendimento com o camisa 7 com o decorrer das atividades no Glorioso.

- Aos poucos nós vamos nos entendendo melhor. O Camilo é um jogador muito experiente, importante no esquema do Jair. Tomara que, aos poucos, nós possamos nos entender melhor. O último jogo não foi como gostaríamos.

Nesses quase quatro meses em que está no Rio de Janeiro, Montillo se diz muito adaptado e feliz na cidade. Ele destacou o recebimento por parte dos cariocas e dos funcionários do Botafogo para esse começo promissor no Rio.

- Me receberam muito bem. Sou um cara que procuro me adaptar o maior rápido possível. Parece que as pessoas te abraçam aqui, respeitam sua família.









E MAIS: