Adílson elogia segundo tempo do Cruzeiro e diz que torcedor não precisa desconfiar do jovem time

Valinor Conteúdo
LANCE!
Adílson gostou do que viu e pediu mais paciência com a garotada celeste-(Bruno Haddad/Cruzeiro)
Adílson gostou do que viu e pediu mais paciência com a garotada celeste-(Bruno Haddad/Cruzeiro)


Na segunda vitória do Cruzeiro pelo Campeonato Mineiro, 1 a 0 sobre o Villa Nova, o técnico Adilson Batista elogiou o bom segundo tempo da equipe diante do Leão, no Mineirão, nesta terça-feira, de 28 de janeiro. De acordo com o treinador, a equipe teve mais imposição na etapa complementar através da entrada de novos jogadores em campo e uma troca na disposição tática do time.

-Tive a ideia de abrir os dois beiradas, deixando dois meias, o que fez os beques ficarem sem função. Tivemos mais de 70% de posse no segundo tempo, tivemos um volume melhor e criamos situações claras para fazer o gol. Teve o Maurício num chute e num cabeceio, o Welinton numa bola rolada para trás, enfim, o próprio Rafael Santos com o Caio, que entrou bem. O volume no segundo tempo foi melhor- avaliou o comandante cruzeirense.


Apesar de passar por uma grande reestruturação no elenco, que passou a ser constituído majoritariamente por jovens jogadores, o Cruzeiro chega a seis pontos em dois jogos pelo Estadual. Diante deste fato, Adilson Batista vê motivos para a torcida confiar no plantel cruzeirense, mas salienta que muitos atletas ainda vievnciam um processo de evolução profissional.

-O torcedor não precisa desconfiar (dos garotos). É um time jovem e que no dia dia e jogos vão encontrar dificuldades. Espero ajudar no crescimento profissional deles. Melhorar cabeceio, tempo de bola tomada de decisão, a escolha de um companheiro melhor colocado. Isso vai acontecer, é natural- ressaltou.

O Cruzeiro volta a campo no domingo, 2 de fevereiro, às 19h, contra o Tupynambás, em Juiz de Fora.




Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também