Acusado de sete estupros, lateral do City paga fiança e é solto

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
LONDON, ENGLAND - AUGUST 07: Benjamin Mendy of Manchester City looks on during The FA Community Shield Final between Manchester City and Leicester City at Wembley Stadium on August 07, 2021 in London, England. (Photo by Manchester City FC/Manchester City FC via Getty Images)
Jogador, que estava preso desde agosto do último ano, deixou a prisão após realizar o pagamento da fiança. Foto: (Manchester City FC/Manchester City FC via Getty Images)

Acusado de ter cometido sete estupros e uma agressão sexual, o lateral-esquerdo francês Benjamin Mendy, do Manchester City, foi liberado da penitenciária de segurança máxima Her Majesty's Prison, em Manchester, conhecida como Strangeways, após o pagamento da fiança neste sexta-feira.

Manchester City's French defender Benjamin Mendy is led to a prison van at Chester Crown Court in Chester, northwest England on January 7, 2022, after having been granted bail. - Manchester City and France international footballer Benjamin Mendy, who has been charged with seven counts of rape, was on Friday freed on bail by a court in northwest England. Judge Patrick Thompson granted bail to the 27-year-old defender at a hearing at Chester Crown Court subject to
Mendy deixou a prisão de segurança máxima nesta sexta-feira após o pagamento da fiança. O juiz determinou que seu passaporte seja retido. Foto: (LINDSEY PARNABY/AFP via Getty Images)

O jogador, que estava preso desde agosto do ano passado, irá aguardar em liberdade os julgamentos das oito acusações de crimes sexuais que recebeu. A previsão é de que sejam realizados entre os dias 27 de junho ou 1º de agosto deste ano no tribunal Chester Crown Court, na Inglaterra.

Leia também:

Mendy havia sido transferido da penitenciária de Liverpool para a da cidade de Manchester, onde morava e jogava pela equipe comandada por Pep Guardiola, por, segundo a Justiça da Inglaterra, "estar em risco devido à grande repercussão do caso na mídia". Todos os crimes denunciados, contra cinco mulheres diferentes, teriam acontecido entre os meses de outubro de 2020 e agosto de 2021, incluindo a nova acusação, que é datada de julho deste ano.

A partir do momento que as investigações começaram, o Manchester City suspendeu o jogador, que defendia o lado azul de Manchester desde o ano de 2017, removeu seu nome dos portais oficiais do clube e suspendeu a venda de materiais esportivos com seu nome. Seu contrato vai até o fim da temporada 2022/2023, que é no mês de junho de 2023. 

À época de sua contratação, a negociação foi a mais cara de um jogador defensivo da história, tendo o Manchester City desembolsado o valor de 60 milhões de euros para contratar o lateral que estava no Monaco, da França.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos