Aclamado na Inglaterra, Conte nega ida para Inter de Milão

Antonio Conte vem sendo aclamado na Inglaterra por conta do ótimo futebol que o Chelsea está apresentando nesta temporada. Líder do Campeonato Inglês, tido pela maioria como o mais competitivo do mundo, a equipe do treinador italiano encantou o empresário indonésio e dono da Inter de Milão Erick Thohir, que ofereceu um salário de cerca de R$ 49 milhões anuais a Conte para que ele volte a trabalhar em seu país de origem.

Apesar da grande fortuna oferecida, Antonio Conte negou a possibilidade de deixar o Chelsea ao fim da atual temporada. Deixando a seleção italiana para fechar com o clube londrino, o técnico planeja permanecer por mais tempo no comando dos Blues, já que está cada vez mais próximo de se sagrar campeão nacional em sua primeira temporada na Inglaterra.

“Espero ficar por muitos anos. Estou muito satisfeito com a ambição que os jogadores têm demonstrado na luta pelo título. Normalmente, quando você inicia um projeto com uma nova equipe, você quer ficar muitos anos e construir algo importante com o clube”, afirmou Conte em entrevista ao London Evening Standard.

Conte sabe que seu trabalho vem sendo muito valorizado na Inglaterra e as chances de sair do Chelsea são praticamente nulas. Justamente por isso, além dos planos profissionais, o treinador também já planeja sua vida pessoal no país.

“Estou muito feliz por esta experiência, porque para mim e para minha família é incrível. Nesta temporada minha mulher e filha ficaram na Itália, mas espero que venham junto de mim, porque preciso delas”, revelou.

Dez pontos à frente do vice-líder Tottenham, o Chelsea fechará a 27ª rodada do Campeoanto Inglês na próxima segunda-feira, quando enfrenta o West Ham, no Estádio Olímpico de Londres. Com uma ampla distância na ponta da tabela, Conte quer manter o nível de desempenho da equipe para assegurar o título o mais rápido possível.

“É importante continuar assim, porque tudo pode acontecer até o final do campeonato. Queremos continuar na liderança, mas para conseguir isso você deve trabalhar muitos anos para ter a chance de evoluir com seus jogadores e tentar ganhar também. Quando você é o treinador de um grande clube, o imperativo é tentar ganhar, mas também jogar um grande futebol”, finalizou.