Acidente fatal com Tesla mata dois nos EUA; não havia ninguém no volante

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Tesla ficou totalmente destruído. (Foto: SCOTT J. ENGLE via REUTERS)
Tesla ficou totalmente destruído. (Foto: SCOTT J. ENGLE via REUTERS)
  • Duas pessoas morreram em um acidente nos Estados Unidos envolvendo um Tesla.

  • Autoridades suspeitam de falha no sistema de direção autônoma.

  • Não havia ninguém ao volante na hora do impacto.

Um novo acidente envolvendo um veículo da fabricante americana de carros elétricos Tesla, do bilionário Elon Musk, matou duas pessoas em Houston, no estado do Texas. As informações são de reportagem do jornal Folha de São Paulo.

Leia também:

O carro em questão era um Tesla model S2 1019. O veículo viajava em alta velocidade, e perdeu o controle enquanto fazer uma curva. Ele então colidiu contra uma árvore e pegou fogo.

Ninguém ao volante

Segundo as autoridades que apagaram o incêndio dois corpos foram encontrados. Um deles no banco do passageiro e outro no banco de trás, o que indica que o carro trafegava com o sistema de piloto automático ligado antes de sair da pista. Eles tinham 59 e 70 anos.

Tesla ficou totalmente destruído. (Foto: SCOTT J. ENGLE via REUTERS)
Tesla ficou totalmente destruído. (Foto: SCOTT J. ENGLE via REUTERS)

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

.A polícia ainda não concluiu as investigações mas trabalhar com possibilidade de falha no piloto automático. Essa não é a primeira vez que modelos da Tesla se envolve em acidente ao trafegar de forma autônoma. As autoridades americanas atualmente investigam pelo menos 27 casos de acidentes semelhantes.

Apesar de liberar para seus usuários a possibilidade de trafegar em piloto automático, a Tesla avisa que é imprescindível se manter atento a estrada a todo momento estar pronto para assumir o comando do veículo em caso de falha.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube