'Achava que nunca conseguiria bater um pênalti', revela Veiga sobre início de carreira

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Batedor oficial de cobranças de pênalti no Palmeiras, Raphael Veiga tem um aproveitamento acima da média na marca da cal. Levando em consideração suas duas passagens pelo Alviverde, o meia jamais desperdiçou uma cobrança. Decisivo na vitória sobre o Grêmio, no último domingo (31), com dois gols, o camisa 23, que já converteu 14 pênaltis pelo Alviverde, revelou que não se sentia confortável para bater uma penalidade.

- Quando era pequeno, estava nas categorias de base e via o estádio lotado, achava que nunca iria conseguir bater um pênalti. Quando bati e errei na primeira vez, percebi que o máximo que poderia acontecer era isso. As vezes a gente cria um monstro na nossa cabeça. Continuo sentindo um frio na barriga, mas consigo controlar melhor - revelou.

A última vez que o Veiga perdeu um pênalti foi em 26 de julho de 2018, quando estava emprestado ao Athletico-PR, em partida pela Sul-Americana.

Artilheiro do Verdão com 15 gols marcados, Raphael Veiga comentou sobre sua fase artilheira na atual temporada. O atleta contou que os companheiros de elenco brincam com ele pelo fato de ter mais gols do que assistências.

- O gol é um dos momentos mais marcante do futebol. Estar podendo participar de gols é muito importante. O pessoal brinca que eu, como meia, tenho mais gols do que assistências. Mas, o importante é estar sempre fazendo algo para ajudar - disse.

Por fim, Raphael Veiga falou sobre sua relação com Abel Ferreira. De acordo com ele, o técnico português sempre demonstrou confiança no seu trabalho.

- O Abel, desde que chegou, me deu muita confiança, me deu sequência, perguntou onde eu gostava de jogar. Todo atleta gosta de se sentir valorizado, importante dentro do grupo e é assim que eu me senti logo quando ele chegou - finalizou.

Com a semana livre para treinar, o Palmeiras volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo (07), às 16h (de Brasília), para o clássico diante do Santos, na Vila Belmiro, pela 30ª rodada da competição. Na 2ª posição com 52 pontos, o Palestra segue em busca de diminuir a diferença para o Atlético-MG, que está sete pontos na frente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos