Achamos! Maqueiro conta detalhes da queda ao tentar pegar cachorro em jogo: “Pensei que era uma raposa”

Yahoo Esportes
Cachorro roubou a cena da 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. (Foto: Reprodução/SporTV)
Cachorro roubou a cena da 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. (Foto: Reprodução/SporTV)

Dayvidson Soares (@Soaresfutebol_)

Ademir Matias Santana, de 44 anos, foi protagonista de uma das cenas mais engraçadas do último final de semana de futebol. Maqueiro na partida entre CSA e Cruzeiro, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, no domingo (26), ele tentou pegar um cachorro que invadiu o campo e acabou caindo de cara na grama do Estádio Rei Pelé.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

A reportagem do Yahoo Esportes entrou em contato com o maqueiro, que fez questão de informar que não era gandula, e falou da cena que fez ele ser sucesso nas redes sociais e na mídia esportiva.

Leia também:

“Eu não esperava essa repercussão todinha. Não esperava essa agitação por causa desse cachorro. Quando o animal entrou no jogo pediram para pegarmos, por o CSA estar perdendo o jogo, aí fui eu e mais dois gandulas. Rapaz, na hora que fui dar o bote no cachorro ele foi devagar, né? Mas na hora que acelerei, ele acelerou também, aí eu tropecei. Foi na hora que eu levei uma queda”, contou Ademir, que seguiu falando:

“Eu, mal fisicamente, fora de forma, com a barriguinha, e o cachorro magrinho, né? Eu achava até que era uma raposa quando ele entrou em campo. Até pensei: ‘será que foram os caras do Cruzeiro que soltaram essa raposa aí’, mas não, era um cachorro mesmo”, disse o maqueiro.

Ademir comemorou o empate em 1 a 1 do CSA com o Cruzeiro conquistado nos minutos final o jogo e revelou que vai tentar adotar o cachorro.

“Vou procurar o cachorro e adotar ele. Me disseram que ele estava numa casa próxima ao estádio e até já ligaram para ir pegar o cachorro”, informou.

Zoeira entre os amigos e vida de coringa

O maqueiro disse que o celular não para de receber mensagens e ligações e a zoeira está grande com ele por causa da queda: “Meus amigos resenhando comigo e falando que perdi para um cachorro”.

A queda fez com que Ademir machucasse o nariz e ele precisou de atendimento dos médicos do CSA.

Além de maqueiro do Estádio Rei Pelé, Ademir também trabalha como massagista do time sub-20 do CSA e nas horas extras ainda ataca como cantor, em que é conhecido como “Demir Swingueira” e faz festas particulares.

“Eu sou um coringa. Canto, sou massagista, maqueiro... Para ganhar a vida faço de tudo”, afirmou Ademir, que já até tentou ser jogador de futebol.

“Quando mais jovem atuei na base do CSA, mas depois deixei para seguir o sonho como cantor”, encerrou.

Siga o Yahoo Esportes: Twitter | Instagram | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também