Abel valoriza jogadores e pede respeito ao Palmeiras após classificação na Libertadores

·2 minuto de leitura


Abel Ferreira desabafou na entrevista coletiva depois da classificação do Palmeiras sobre o Atlético-MG pela semifinal da Libertadores. Em defesa de seus jogadores e de seus ideais, o treinador foi enfático ao valorizar o elenco alviverde e a mentalidade vencedora desenvolvida pelo grupo.

ATUAÇÕES: Felipe Melo comanda marcação, e Dudu decide em classificação do Palmeiras à final da Libertadores

– Gostaria que as minhas palavras fossem para os meus jogadores. Eles com quem trabalho, eles com quem eu sofro e neles que confio. Já disse para eles que, até o final do ano, não os abandonava. Recusei 3 propostas porque havia trabalho a fazer – afirmou Abel.

– Os jogadores tiveram mentalidade vencedora. Mentalidade “never give up”. Nunca se rende, nunca desiste. Luta até a última. Fomos a única equipe semifinalista do ano passado que chegou aqui. E chegamos contra um grande rival, grandes jogadores e grande treinador – completou.

Veja a tabela completa da Libertadores

Essa é apenas a segunda vez na história em que o Palmeiras chega à final da Libertadores dois anos seguidos. Depois de ter seu time desacreditado, o comandante português também pediu mais respeito ao trabalho que vem sendo feito no clube, independentemente das próximas possíveis conquistas.

– Tudo fazemos para engrandecer esse clube. Não é só Abel, foram todos os treinadores que passaram pelo clube. om defeitos e virtudes, erros e competências, estamos continuando a elevar o nome do clube. Podemos não ganhar nada neste ano, mas uma coisa merecemos: respeito. Respeito! – bradou.

Por fim, Abel concluiu o desabafo rebatendo as críticas que sofreu durante a semana. Acusado de adotar uma postura “covarde” ou de contar com a sorte para vencer, o técnico do Verdão respondeu à altura aos críticos.

– Eu estudei 10 anos para ser treinador. Já estou farto de dizer e quem quiser ouve, quem quiser não ouve. As pessoas confundem arrogância com competência. Confundem inteligência com sorte. Dá trabalho ter sorte – garantiu.

Classificado à final, o Palmeiras de Abel Ferreira enfrenta o vencedor de Flamengo e Barcelona de Guayaquil. O time carioca largou na frente com 2 a 0, e joga nesta quarta-feira (29) o Equador, pela vaga na final. O Verdão, por sua vez, volta a campo às 18h30 (de Brasília) deste domingo contra o Juventude em jogo válido pelo Brasileirão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos