Abel Neto dispara contra Anvisa após caso Willian: 'E o cara desconhecido, vão buscar na praia?'

·1 minuto de leitura


A estreia de Willian pelo Corinthians não ocorreu por intervenção da Anvisa. O novo reforço corintiano foi impedido de participar da partida deste domingo, contra o Atlético-GO, por descumprir quarentena obrigatória após chegar da Inglaterra. Envolvida na polêmica paralisação de Brasil e Argentina, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária foi questionada por Abel Neto, jornalista da ESPN.

- É uma vergonha. No episódio envolvendo a Seleção Brasileira, apesar dos argentinos terem errado, achei feio a Anvisa ter agido três dias depois. Os caras resolveram entrar em campo com a partida já iniciada. Acho uma vergonha também o caso Willian. Pior ainda, foram treze dias depois dele ter chegado no Brasil. Fico me perguntando, porque esses caras são conhecidos, mas e os desconhecidos que chegam de outros países? Vão buscar eles aonde? Na praia? Na reunião de negócios? - criticou Abel Neto no programa "SportsCenter" dessa segunda-feira.

No último sábado, Willian recebeu fiscais sanitários em sua residência, porém não estava no local e foi avisado pelos seus funcionários. O objetivo da visita era notificar o camisa 10 corintiano sobre a necessidade de quarentena de 14 dias ao chegar de território inglês, o que ele não cumpriu, mesmo ter firmado o compromisso ao desembarcar no Brasil há pouco mais de dez dias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos