Abel mostra tranquilidade após primeira derrota em clássicos em 2017

O Fluminense sofreu sua primeira derrota em clássicos em 2017 neste domingo, quando foi derrotado por 3 a 1 pelo Boatfogo na semifinal da Taça Rio, segundo turno do Carioca. Campeão da Taça Guanabara, o Triciolor já está garantido na semifinal do Estadual, e o tropeço no Engenhão não afetará o planejamento da comissão técnica, pelo contrário. O técnico Abel analisou positivamente a atuação de sua equipe, e apontou falhas na arbitragem como tendo interferido diretamente no resultado.

Entre os lances polêmicos da partida, foram citados um suposto pênalti não marcado sobre o atacante Marcus Júnior, ainda quando o Bota vencia por 1 a 0, e o claro impedimento não assinalado no segundo gol Alvinegro. “Impedimento, pênalti não marcado e derrota. Vamos para a próxima. Estou contente. Claro que não com o resultado, mas pela entrega. Dá para perceber que uma equipe faz dois gols no Fluminense, e nós não baixamos o braço, não deixamos de lutar. O torcedor cantando com o 3 a 0 contra,” disse.

“Valeu, vamos tirar alguns ensinamentos. Não podemos levar o primeiro gol daquela maneira. Bola levantada de forma lenta, que viaja, dá para fazer tudo. No segundo gol, eu falei agora para os jogadores: ”não existiu”. Foi o recorde de gol irregular, cinco jogadores. Houve falha no primeiro, no segundo não. Mas não vou criticar o bandeira, é o melhor do Rio. Mas sobre o árbitro… O critério dos cartões foi estranho, não deu amarelo no pênalti. Quando perguntei quem era, falaram que não tinha apitado clássicos. Achei estranho, mas não vou comentar,” completou Abelão.

O elenco do Flu folga nesta segunda e se reapresenta na terça. Na quinta, estreia na quarta fase da Copa do Brasil, diante do Goiás, no Serra Dourada.