Abel Ferreira valoriza elenco do Palmeiras e volta a falar em 'um ou dois reforços': 'Hoje todos somos 11'

Abel Ferreira valoriza jogadores do Palmeiras ao comemorar título brasileiro (Foto: Staff Images/Allianz Parque)


O 11º título do Palmeiras no Brasileirão pode ter nome e sobrenome: Abel Ferreira. Há exatos dois anos, o treinador português chegava ao Brasil e agora ergueu a taça que faltava sustentando o lema "todos somos um". Ao falar em entrevista coletiva sobre as projeções de quando desembarcou no país, fez questão de relembrar as promessas que foram cumpridas.

> Maior campeão do Brasil! Relembre todos os títulos nacionais do Palmeiras

- Meus valores enquanto homem eu não altero em função daquilo que ganho ou dos títulos. Não é isso que me guia. Quando cheguei não prometi títulos. Prometo trabalho qualificado, dedicação e fazer tudo com os recursos que tenho. Minha missão é valorizar o clube e os jogadores. Acho que quando falamos em sucesso, não podemos apenas falar em títulos. Fizemos uma mudança e hoje é uma equipe que tem presente e futuro. Isso é fruto do trabalho de muita gente. Todos somos um e hoje todos somos 11 - disse Abel.

> Clique e simule todos os resultados da reta final do Brasileirão!

Ainda em coletiva, um dos treinadores mais vitoriosos da Sociedade Esportiva Palmeiras, com seis títulos na bagagem, tentou ser cauteloso ao citar o assunto "reforços". Abel voltou a falar que não pretende fazer nenhuma grande mudança na equipe para a temporada de 2023.

Campeões da Libertadores duas vezes consecutivas (2020-2021), da Copa do Brasil (2022), do Paulistão (2022), da Recopa (2022) e agora do Brasileirão sob o comando do português, os jogadores do Verdão foram valorizados pelo treinador.

- Nunca vou virar as costas para esses jogadores. Enquanto me mostrarem rendimento, é com eles que conto. Se houverem saídas ou vendas, aí as reposições terão que ser feitas. Na minha ideia, não estou esperando mexer no elenco. Esses jogadores mostraram, não só a mim, que têm vontade e ambição. Quando olho para a equipe, as mudanças serão sempre em caso de vendas. Se não houverem vendas, não terão mexidas - concluiu.