Abel Ferreira minimiza protestos de torcedores do Palmeiras por reforços

Abel ainda não venceu em casa com o Palmeiras nesta temporada (Foto: Cesar Greco/Palmeiras/By Canon)


Após o apito final do clássico contra o São Paulo, a torcida do Palmeiras, liderada pela Mancha Verde, principal uniformizada do clube, fez críticas públicas à direção palmeirense e cobrou a contratação de jogadores. Para Abel Ferreira, a diretoria está no caminho certo na política de austeridade financeira.

- O clube está seguindo o caminho da estabilidade, da organização, da competência, para não cometer erros do passado. E, portanto, temos que ser criteriosos nas contratações que fazemos - falou Abel.

+ Dudu tenta salvar o dia de um Palmeiras pouco inspirado em clássico

Ainda assim, o treinador palmeirense deixou claro que quer reforços para, principalmente, repor as saídas que o clube teve. Desde o fim da última temporada, o Verdão perdeu alguns jogadores como Danilo, Gustavo Scarpa e Wesley.

Por outro lado, Abel também pontuou que os atletas que chegarem precisam estar prontos e que encontrar esses ativos em condições e desejosos em atuar pelo Verdão demanda tempo.

- Entendo os torcedores, queremos que venham, não muitos. Se sair, precisamos que entrem. Um, dois jogadores, não mais do que isso, tem que vir trazer qualidade e acrescentar, senão vamos continuar a apostar na base, porque o clube pode não conseguir contatar por vários motivos, porque não quer vir, porque não pode, não dá, temos que passar para plano B, para plano C. Experiência me diz que se passamos para o plano C, precisamos de tempo, e no futebol não há tempo, é resultado - destacou o treinador palmeirense após o Choque-Rei.

+ Confira a tabela do Paulistão e simule os próximos jogos

Abel Ferreira pediu que os torcedores palmeirenses se acalmem, mas jogou limpo ao dizer que não são todas as temporadas que se ganham títulos. Abel está na equipe desde 2020 e levantou ao menos um caneco a cada ano que está no time alviverde.

- O que eu tenho para dizer para os torcedores que fiquem calmos e tranquilos, não consigo entender a ansiedade fora. Temos clubes como o Liverpool que ano passado não ganhou nada, com o mesmo treinador e jogadores . Não vamos ganhar sempre, é bom que as pessoas entendam, a gente gosta só de comer filé mignon, mas às vezes temos que comer uma coxinha de frango e temos que dar o melhor com o recurso que temos - destacou Abel.

+ Confira as movimentações do mercado da bola no vaivém do LANCE!

Independentemente da ausência de contratações e críticas vindas das arquibancadas, Abel garante que o elenco está blindado e focado em dar os melhores resultados possíveis ao Palmeiras.

Nós já demos provas que pode estar a chover e trovejar fora que seguimos o nosso caminho. E não é por acaso que conseguimos endireitar o clube em todos os níveis, aspecto financeiro e esportivo. Portanto, o clube está fazendo um esforço tremendo para trazer jogadores. Eu quero jogadores prontos, que venham fazer a diferença. Se vierem jogadores para nós continuar a ter que potenciar e formar eu abaixo à base e jogam os moleques da base - pontuou o comandante palmeirense.

No próximo fim de semana, o Palmeiras já terá o seu primeiro grande desafio na temporada. Em Brasília, o Verdão encara o Flamengo, pela Supercopa do Brasil. Mas antes, o Palestra tem um compromisso pelo Paulistão, já que enfrentará o Ituano, em Itu, nesta quarta-feira (25).